Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

23 de Novembro de 2022, 17h:11 - A | A

POLÍCIA / EM PLENA GREVE

Cinco policiais penais são indiciados por ajudar na fuga de presos em MT

A fuga ocorreu no mês de janeiro, durante a greve dos policiais penais.

DO REPÓRTER MT



A Polícia Judiciária Civil (PJC) concluiu nesta semana o inquérito que apurou o envolvimento de policiais penais na fuga de 14 detentos da Penitenciária Major PM Zuzi Alves da Silva, localizada na cidade de Água Boa (730 km de Cuiabá). Ao todo, cinco servidores foram indiciados.

A fuga aconteceu no dia 03 de janeiro deste ano, durante o período em que os policiais penais estavam em greve.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo as investigações, os policiais penais indiciados ocupavam cargos de direção, gestão, chefia e liderança, tendo o dever legal de adotar providências para que a fuga não ocorresse, principalmente em um momento crítico de greve no Sistema Penal.

O inquérito foi remetido ao Judiciário e ao Ministério Público para a adoção das medidas julgadas cabíveis.

Comente esta notícia

Caio Santos 24/11/2022

Simples: tem que achar um culpado a qualquer custo, menos o representante do Estado. E vida que segue..

1 comentários

1 de 1