Cuiabá, 02 de Fevereiro de 2023
logo

16 de Dezembro de 2014, 09h:55 - A | A

POLÍCIA / NOITE SANGRENTA

Após execução de sargento da PM, quatro são assassinados em Rondonópolis

Os crimes ocorreram entre às 1h30 e 5h desta terça-feira (16), após o assassinato do sargento da PM, Aelson Alves de Souza, de 48 anos, que levou quatro tiros, minutos depois de encerrar o serviço no quartel, por volta das 21h, desta segunda-feira (15).

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



Quatro homens foram executados a tiros em menos de seis horas, em Rondonópolis (220 km de Cuiabá). Os crimes ocorreram entre às 1h30 e 5h desta terça-feira (16), após o assassinato do sargento da Polícia Militar, Aelson Alves de Souza, de 48 anos, que levou quatro tiros, minutos depois de encerrar o serviço no quartel, por volta das 21h, desta segunda-feira (15).

A Polícia Militar informou que os crimes ocorreram próximos a boca-de-fumo (ponto de venda e uso de drogas). Três vítimas já teriam sido presas por roubo e porte ilegal de arma de fogo.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Por volta das 1h30, Pedro Carneiro, de 34 anos, foi morto com vários tiros no bairro Pedra Preta. Moradores acionaram a PM após ouvir barulhos de tiros. Meia hora depois, os policiais militares também foram acionados após o assassinato de Afonso Guilherme Fantine, de 22 anos. O corpo dele foi encontrado com perfurações de tiros, no bairro Vila Mamed.

Já por volta das 2h, Anderson de Carvalho, de 37 anos, foi executado no bairro Jardim Marajá. Testemunhas disseram à PM que homens em uma motocicleta Honda Twister e uma caminhonete, modelo não identificado, se aproximaram do alvo e mataram a tiros. Anderson já teria sofrido uma tentativa de homicídio há uma semana.

Às 5h, Thiago Fidelix, também conhecido como ‘Xaropinho’, foi morto com tiros na cabeça, no bairro Jardim Buriti. A PM não descarta que o crime seja um acerto de contas com traficantes rivais. Já que a vítima foi apontada por testemunhas como dono de ‘boca-de-fumo’ na região.

A Polícia Civil está investigando se os casos tem alguma ligação com a morte do sargento.

PM EXECUTADO

Os crimes ocorreram sucessivamente após a execução do sargento Aelson. Ele foi morto ainda fardado, quando trafegava em uma moto, na Rua Casemiro de Abreu, no bairro Jardim Buriti.

Testemunhas disseram aos PM’s que atenderam a ocorrência, que o sargento reduziu a velocidade da moto para passar em uma lombada, quando foi baleado pelas costas quatro vezes, sendo atingido nas costas, na nuca e na cabeça. Os criminosos fugiram sem levar nada. 

Após o crime guarnições da Força Tática fizeram rondas na região, mas não conseguiram prender ninguém. A Polícia Civil está investigando o assassinato.

Reprodução AgoraMT

a

PM foi morto na noite de segunda-feira (15).

Álbum de fotos

Divulgação PM

Divulgação PM

Divulgação PM

Divulgação PM

Comente esta notícia