Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

27 de Novembro de 2014, 15h:17 - A | A

POLÍCIA / FIM DA PICADA

Além de já ter sido preso por tráfico, motorista abusava de velocidade e do álcool e registrava no Face

Em uma das fotos da rede social dele, Rabelo postou uma imagem do velocímetro de um carro, que indicava que estava dirigindo a 190 km/h.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



O motorista Joaci Rabelo Júnior, de 29 anos, abusava da velocidade e ainda registrava a grave imprudência postando fotos no seu perfil do Facebook, na internet. Em uma das fotos da rede social dele, Rabelo postou uma imagem do velocímetro de um carro, que indicava que estava dirigindo a 190 km/h.

Na legenda da foto, ele escreveu ‘Cuiabá / Jagada’, indicando o percurso que estava percorrendo. Já no comentário da imagem, Joaci dá risadas, debochando da própria imprudência e escreve “Adrenalina e terra vermelha. KK. faltou o GPS”, comentou.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Além da grave infração, o motorista já havia sido preso dirigindo bêbado no dia 19 deste mês. Ele voltou a ser detido na madrugada desta quarta-feira (26). Porém, desta vez, causou uma colisão grave, que matou o motorista Diego Kischel, de 20 anos, e deixou seis pessoas feridas.

Levado a Central de Flagrantes, Joaci foi autuado pelo delegado Celso Renda por lesão corporal culposa (sem intenção), embriaguez ao volante e homicídio culposo. Na tarde desta quarta-feira hoje (26), Joaci foi encaminhado para a Penitenciária Central do Estado (PCE), no bairro Pascoal Ramos, na capital.

IMPRUDÊNCIA FATAL

Por volta das 4h, desta quarta-feira (26), Joaci tentava subir na contramão o viaduto da MT – 040, na Avenida Fernando Côrrea da Costa, em Cuiabá. No entanto, bateu no muro de contenção.

Flagrado por uma guarnição da PM, o cabo Demétrio já temendo ocorrer alguma batida, pediu que seu parceiro, o soldado Andrade, manobrasse a viatura, a colocando no meio da pista, para sinalizar o local.

No entanto, durante a manobra, dois carros, um Toyota Corolla e um Fiat Punto, que vinham emparelhados, em alta velocidade, não conseguiram frear e acabaram atropelando Demétrio. Em seguida, bateram na viatura, e em uma moto com duas pessoas e por fim, no Gol de Joaci.

As vítimas foram encaminhadas ao Pronto-Socorro, mas Diego morreu. Demétrio está internado em estado grave, junto com o motorista do Punto, James Paes de Barros, e outras cinco pessoas.

SUSPEITA DE RACHA

Ao RepórterMT, o delegado Romildo Souza, da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito, afirmou que não descarta a possibilidade de Diego e o motorista do Fiat Punto, James,  estivessem fazendo um racha, antes das colisões.

Para comprovar as informações de embriaguez ao volante, agentes da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) colheram o sangue dos dois motoristas, para realizar um exame de alcoolemia e toxicológico. “Vamos aguardar o resultado dos laudos que deve sair nos próximos 30 dias”, destacou Romildo.  

A Politec também fez a perícia no local, para descobri a velocidade dos veículos, momentos antes iniciarem as batidas.

Comente esta notícia