facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

22 de Novembro de 2017, 16h:01 - A | A

POLÍCIA / EXECUÇÃO DE PERSONAL

Acusado de assassinato está em Cuiabá e deve se apresentar à polícia

Conforme o advogado de Guilherme Dias de Miranda, ele aguarda o fim do inquérito policial para se apresentar na polícia.

RAUL BRADOCK
DA REDAÇÂO



O advogado Marcelo Felício Garcia, que defende Guilherme Dias de Miranda, de 34 anos, acusado de ser o mandante do assassinato do personal trainer Danilo Campos no último dia (8) disse ao que ele permanece em Cuiabá e aguarda o resultado de alguns laudos para se apresentar à polícia.

Um dos principais embasamentos da Polícia Civil em apontar Guilherme como mandante da execução, é o fato do carro dele ter sido flagrado por câmeras de segurança passando no local do crime, minutos após o assassinato.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Ele está em Cuiabá e aguarda o resultado das investigações, principalmente os laudos da delegada e das câmeras de segurança do local do ocorrido. Sendo comprovado que o carro é o dele, ele irá se apresentar”, disse o advogado.

Danilo é filho do vereador de Várzea Grande Nilo Campos (DEM) e foi morto com cinco tiros, por uma dupla que estava de moto.

Conforme a delegada Alana Cardoso, responsável pelo caso da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a polícia têm convicção de que Guilherme teve participação no assassinato.

“Ele é foragido da Justiça. O mandado de prisão está em vigor. Ele vai ser preso a menos que o advogado consiga revogar. As investigações estão em andamento. Temos convicção de que o Guilherme participou do assassinato, caso contrário não teríamos pedido a prisão”, afirmou Alana, ao .

O advogado disse que Guilherme nega participação no crime. Segundo Márcio, o celular dele será entregue na DHPP, como forma de colaborar com as investigações e comprovar o não envolvimento no caso.

A esposa dele também afirmou em depoimento que nunca teve envolvimento amoroso com o personal morto.

Execução passional

Guilherme Dias é marido de uma aluna de Danilo Campos. Conforme investigações da DHPP, o carro dele foi visto na mesma rota de fuga dos executores do crime, minutos após o assassinato. Ele teve prisão temporária decretado pela 12ª Vara Criminal de Cuiabá.

Os investigadores fizeram buscas na casa de Guilherme, localizada no Condomínio Rubi, na Rodovia Mario Andrezza, em Várzea Grande, que foi encontrada vazia e com aparência de que o casal teria fugido poucas horas antes.

O caso

De acordo com o boletim de ocorrência, Danilo estava na Rua General Ramiro de Noronha, no bairro Jardim Cuiabá, às 21h20 do dia 8, quando uma dupla se aproximou de moto. O garupa sacou a arma e atirou diversas vezes, acertando cinco disparos em Danilo.

Leia mais

Personal executado a tiros ia comprar apartamento e pensava em casar

Marido que mandou matar personal da Smart Fit acompahou execução

Delegada ouve família de personal assassinado em Cuiabá

Filho de vereador, personal trainer é executado a tiros no Jardim Cuiabá

Vereador diz que execução do filho foi covarde e desconhece motivação

Polícia identifica mandante e pai crê em prisão de assassinos do filho

Comente esta notícia