facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 13 de Julho de 2024
13 de Julho de 2024

10 de Julho de 2024, 07h:00 - A | A

PODERES / LEI DO ABATE

Ranalli apresenta projeto que concede medalha a agentes de segurança que matarem bandidos

Tal concessão da honraria servirá como recomendação ao governo do estado para que o promova o agente de segurança agraciado.

DO REPÓRTERMT



O deputado estadual Rafael Ranalli (PL) apresentou um projeto de lei para que membros de Segurança Pública do Estado de Mato Grosso que, no cumprimento de suas funções, realizem ações de grande relevância na proteção da sociedade, sendo agraciados com a “Medalha Sargento Odenil Alves”. Na prática, a proposta é de ofertar uma homenagem aos policiais que matarem bandidos.

No projeto fica estabelecido que serão consideradas ações de grande relevância as ações que resultem na morte do criminoso, agente de segurança pública que for morto, agente que agir em legítima defesa, que envolva a prevenção de crimes de grande impacto social e também demonstre coragem, destemor e eficiência na aplicação da lei. Tudo, porém, dentro do estrito cumprimento de dever legal ou no exercício regular do direito.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Além disso, tal concessão da honraria servirá como recomendação ao governo do estado para que o promova o agente de segurança agraciado.

A homenagem e medalha será concedida por suas respectivas corporações, com a devida fundamentação e comprovação dos fatos que motivaram a indicação, que serão homenageados por qualquer deputado da Assembleia Legislativa e aprovado no plenário.

“Considerando as inúmeras situações de violência e mortes de policiais ocorridas no Estado de Mato Grosso, como o acontecido com o Sargento Odenil Alves Pedroso, faz-se necessário a valorização social de todos os agentes da segurança pública, que dedicam-se ao combate a criminalidade e colocam a sua vida em risco para salvaguardar a vida de nossos cidadãos, diante da tentativa das organizações criminosas que tentam se instalar no Estado, sendo a maneira de levar o recado a toda sociedade que o Estado está presente com seus homens”, diz parte da justificativa.

Caso Odenil

O policial militar Odenil Alves Pedroso, de 46 anos, foi assassinado no final de maio deste ano com um tiro na cabeça, quando estava lanchando em frente a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Morada do Ouro, onde prestava serviço.

No início de junho, o Governo de Mato Grosso anunciou uma recompensa de R$ 10 mil para quem tiver informações que levem à captura de Rafael Amorim de Brito, identificado como o principal suspeito de matar a tiros o militar, mas até hoje, o assassino não foi localizado.

Comente esta notícia

davi 10/07/2024

Vai continuar o festival de matança.. muitos inocentes irão morrer nessa guerra... se fosse só bandido não seria ruim, o problemas é que irão matar todos que eles pensarem que é bandido, se vc tiver na hora errada no lugar errado já era.

positivo
1
negativo
0

1 comentários

1 de 1