facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 13 de Junho de 2024
13 de Junho de 2024

27 de Outubro de 2022, 12h:00 - A | A

PODERES / RADIOLÃO

Medeiros: Com Alexandre de Moraes no comando, eleição nunca será anulada se Bolsonaro perder

Declaração é sobre possível pedido de anulação da eleição, com base no fato de que 1.283 horas de propaganda de Bolsonaro não foram inseridas no sistema para que as emissoras de rádio e TV baixassem e veiculassem.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



O deputado federal reeleito José Medeiros (PL) descartou na manhã desta quinta-feira (27), a possibilidade de anulação do segundo turno das eleições caso o presidente Jair Bolsonaro (PL), saia derrotado do pleito após ter tido sua campanha prejudicada por não ter parte de sua propaganda eleitoral veiculada, o que tem sido denunciaco como suposta fraude no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o parlamentar, enquanto o TSE for comandado pelo ministro Alexandre de Moraes, não existe chances de isso acontecer. “Então, isso aí esquece”, afirmou em entrevista à CBN Cuiabá.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O escândalo veio à tona na quarta-feira (26), após um servidor da Corte Eleitoral ter sido exonerado e revelar que ao menos, 1.283 horas de conteúdo de Bolsonaro não foram inseridas no sistema para que as emissoras de rádio e TV baixassem e veiculassem.

A suposta irregularidade foi denunciada pela própria equipe de campanha de Bolsonaro. Em análise ao RepórterMT, o jornalista e analista político Onofre Ribeiro classificou a situação como um erro grave e que abre precedente para que o pleito seja anulado na Justiça, por se tratar de um crime eleitoral.

“Se Bolsonaro perder no segundo turno, a eleição irá para um terceiro turno, porque esse fato justifica um pedido de anulação na Justiça", declarou analista.

Na entrevista, Medeiros ainda destacou que a eleição poderia sim correr o risco de ser anulada caso o ex-presidente Lula (PT) perdesse.

"Se Bolsonaro perder de jeito nenhum que a eleição será anulada. Podem querer anular se Bolsonaro ganhar as eleições, aí sim, podem ser que arrumem uma coisa para anular, mas se o Lula ganhar, não”, finalizou parlamentar.

Leia mais

TSE demite servidor após Bolsonaro denunciar fraude na inserção de propagandas eleitorais

Análise: Suposta fraude nas inserções pode anular eleição e justificar "terceiro turno"

Comente esta notícia