facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

03 de Novembro de 2022, 17h:04 - A | A

PODERES / SEGUE PARA SANÇÃO

Assembleia aprova proibição de sátiras com a religião cristã em Mato Grosso

A proposta é do deputado Paulo Araújo.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT) aprovou, na manhã desta quinta-feira (03), a redação final do Projeto de lei nº 564/2019 que proíbe "vilipêndio de dogmas e crenças relativas à religião cristã, sob forma de sátira, ridicularização e menosprezo, no âmbito do Estado de Mato Grosso".

A proposta é de autoria do deputado estadual Paulo Araújo (PP).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

O texto recebeu parecer favorável da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania e Amparo à Criança, ao Adolescente e ao Idoso e foi aprovada em segunda votação no dia 20 de outubro, com algumas alterações.

De acordo com a proposta, entende-se como ofensa à religião cristã "a utilização de todo ou qualquer objeto vinculado a religião ou crença de forma desrespeitosa ao dogma desta".

Para fundamentar a propositura, o progressista citou como exemplo a Escola de Samba Gaviões da Fiel, que no desfile simulou uma luta entre satanás e Jesus Cristo.

Apesar de estar garantida na Constituição Federal a liberdade de crença, o parlamentar afirmou em justificativa que "estamos vivendo tempos de intolerância religiosa".

“Infelizmente, estamos vivendo um momento em que há uma falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças ou crenças religiosas de terceiros. Não podemos mais tolerar isso, e essa é a razão Pela qual submeto esta proposição à análise e aprovação desta Casa”, argumentou.

O texto segue para sanção do governador Mauro Mendes (União).

Comente esta notícia