Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

13 de Dezembro de 2017, 15h:55 - A | A

PAPO RETO / OPERAÇÃO CONVESCOTE

TJ solta policial do Gaeco investigado por tentar vender informação privilegiada

DA REDAÇÃO



O policial militar Franckciney Canavarros Magalhães, que atuava no Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), teve a prisão preventiva revogada na tarde desta quarta-feira (13) pela Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

Franckciney foi preso no decorrer da Operação Convescote, acusado de tentar vender informações privilegiadas ao empresário Hallan Goncalves de Freitas, investigado na operação.

Após identificar o desvio de conduta do policial, o próprio Gaeco pediu à juíza da 7ª vara Criminal da Capital, Selma Rosane Arruda, a sua prisão preventiva e busca e apreensão em razão dos crimes noticiados. 

A defesa do agente alegou que a gravidade das condutas que lhes são imputadas não extrapola os elementos do próprio tipo penal, descrevendo apenas os elementos que compõem o crime.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Comente esta notícia