Cuiabá, 19 de Agosto de 2022
logo

03 de Julho de 2022, 09h:00 - A | A

PAPO RETO / MATOU AGENTE

Câmara deve ter comissão para investigar Paccola

DO REPÓRTER MT



A Câmara Municipal de Cuiabá deverá instaurar uma comissão para acompanhar as investigações realizadas pela Polícia Civil, sobre o envolvimento do vereador tenente-coronel Paccola (Republicanos), na morte do agente do socioeducativo Alexandre Miyagawa de Barros, 41, apelidado de Japão, na noite de sexta-feira (1), na Capital.

Alexandre foi morto a tiros pelo vereador na noite de sexta-feira (01), durante uma confusão no bairro Duque de Caxias. Paccola prestou depoimento sobre o caso na Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e disse que agiu em legítima defesa, já que o agente estaria com arma em punho e teria esboçado reação.

Leia mais sobre o caso

Paccola diz que matou agente penal por legítima defesa para neutralizar ameaça

Namorada de policial morto por vereador nega ameaças e chama Paccola de mentiroso

Vereador Paccola mata agente penal do Pomeri em confusão no Goiabeiras

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Comente esta notícia