Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

14 de Dezembro de 2014, 19h:00 - A | A

JUDICIÁRIO / IMAGEM DISTORCIDA

Amam quer valorizar juízes e deve contratar agência de publicidade

Como oposição, ele afirmou ao RepórterMT que não teve acesso as contas da Amam, e a partir da próxima segunda-feira (15) é que vai começar a se inteiras das questões contábeis.

ANA ADÉLIA JÁCOMO
DA REDAÇÃO



Candidato da oposição, o juiz José Arimatéia Neves Costa, da Vara Especializada de Direito Bancário, foi eleito o novo presidente da Amam (Associação Mato-grossense dos Magistrados) para o biênio 2015/2016. Segundo ele, o orçamento de R$ 1,2 mi não deve ser suficiente para suprir as demandas de 2015.

Uma das principais propostas é “aproximar a sociedade do judiciário”, e para isso ele pretende investir em comunicação, contratando uma empresa especializada em marketing. Pela mídia, o magistrado espera valorizar o trabalho do julgador e esclarecer que no Judiciário existem trâmites a serem seguidos, que, por vezes, causa lentidão.

“Temos o projeto de fortalecer a independência da associação e a transparência. Faremos uma campanha interna em favor disso, e uma campanha à sociedade de valorização e resgate da magistratura no Estado de Mato Grosso. Precisamos aproximar o Judiciário da sociedade e mostrar que a morosidade não é nossa culpa”.

Para ele, as pessoas avaliam que os juízes escolhem as ações que vão julgar, e de alguma forma, a influência patrimonial ou social pode ajudar as partes a conseguir benefícios jurídicos. Arimatéia não escondeu a preocupação quanto ao orçamento, e mais ainda em relação à situação econômica.

Como oposição, ele afirmou ao RepórterMT que não teve acesso as contas da Amam, e a partir da próxima segunda-feira (15) é que vai começar a se inteirar das questões contábeis. “Vamos fazer uma campanha de marketing mesmo. O orçamento é pouco mais de R$ 1 milhão para o ano todo. Não sei se dá. Vamos ter que ver isso ai. Ver ativo, passivo e contábil. Não tenho esse “raio-x” porque sou oposição e nem tive acesso a essas informações”, completou Arimatéia.

Na próxima semana, o presidente disse que irá se concentrar em reuniões para programar sua gestão, com calendários e propostas. Haverá nomeações da Diretoria de Apoio, da Diretoria da Defesa das Prerrogativas, Diretoria de Esportes, Diretoria Cultural, e formação da Escola da Magistratura.

A Chapa “Ética, União e Coragem. Atitude para Mudar” foi eleita com o seguinte conselho administrativo:

Presidente: JOSÉ ARIMATEA NEVES COSTA

1.º Vice-Presidente: RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHOS

2º Vice-Presidente: ADRIANA SANT’ANNA CONINGHAM

1º Secretário: ANA CRISTINA SILVA MENDES

2º Secretário: CLARICE CLAUDINO DA SILVA

1ºTesoureiro: YALE SABO MENDES

2ºTesoureiro:  HENRIQUETA  FERNANDA CHAVES ALENCAR FERREIRA LIMA 

CONSELHO ADMINISTRATIVO

Titulares:

José Antônio Bezerra Filho

Carlos Alberto Alves da Rocha

Jones Gattass Dias

Adilson Polegato de Freitas

Luis Aparecido Bortolussi Júnior

Geraldo Humberto A. da Silva

Juvenal Pereira da Silva

Suplentes:

José Jurandir de Lima

Anderson Gomes Junqueira

Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa

Eulice Jaqueline da Costa S. Cherulli 

Augusta Prutchansky Martins Gomes

Comente esta notícia

José Arimatea 15/12/2014

Caro Dr. Vero. Juiz certamente não precisaria, a princípio, de marketing, mas não nos referimos aos Juízes individualmente e sim à Associação. É quase certo que a população em geral ignora que o Judiciário funciona 24 horas por dia, havendo grande frequencia em Juízes de Plantão terem de ir ao Fórum as 02:00, 03:00 ou 04:00 horas da madrugada para decidir pedidos urgentes envolvendo questões de saúde e que não podem esperar o dia seguinte. Isso é apenas um exemplo que poderíamos apresentar para justificar a necessidade da Associação divulgar a intensidade e a importância social do trabalho dos Juízes. Isso seria o fim!!!

Dr Vero 15/12/2014

JUIZ PRECISA DE MARKETING ???? É O FIM !!!

2 comentários

1 de 1