Cuiabá, 04 de Dezembro de 2022
logo

18 de Novembro de 2016, 15h:20 - A | A

GERAL / POR UNANIMIDADE

TCE aprova contas de 2015 do prefeito Mauro Mendes e aponta avanços

O relator das contas, conselheiro Domingos Neto, apontou a melhora de nove dos dez indicadores da Educação e da maioria dos indicadores da Saúde.

DA REDAÇÃO



Por unanimidade, o Pleno do Tribunal de Contas do Estado aprovou em sessão, nesta sexta-feira (18), as contas de governo do prefeito Mauro Mendes, do exercício de 2015. Conforme o relator, conselheiro Domingos Neto, a auditoria técnica realizada pelo órgão não apontou nenhuma irregularidade na prestação de contas da atual gestão.

“A inexistência de irregularidades foi determinante para a emissão do parecer favorável às contas do prefeito Mauro Mendes. Destaco também que todos os limites legais foram cumpridos”, pontuou o conselheiro, durante a leitura do voto.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em seu voto, Domingos Neto ainda apontou a melhora de nove dos dez indicadores da Educação e da maioria dos indicadores da Saúde. Outro ponto destacado por ele foi em relação ao Indicador de Gestão Fiscal dos Municípios (IGFM), uma vez que, em 2014, o município encontrava-se “em dificuldade”, ocupando a posição de número 108, em comparação com todos os 141 municípios do Estado.

“Em 2015, Cuiabá melhorou tanto seus indicadores avaliados pelo IFGM que subiu 52 posições e passou a ser considerada uma ‘boa gestão’, ocupando o 56º lugar”, disse Domingos Neto.

Para o controlador-geral do Município, Wesley Bucco, a aprovação das contas pelo TCE demonstra que a gestão vem superando os desafios e obtendo resultados ao investir, além do mínimo constitucional, em setores como saúde, educação e infraestrutura.

“Além disso, um órgão de controle como o Tribunal de Contas, chancelar uma gestão de forma unânime e sem irregularidades mostra a preocupação do prefeito Mauro Mendes em gerir a coisa pública de forma eficiente e transparente. Nos últimos anos, o município tem investido muito mais do que determina a constituição nas áreas da saúde e educação e o TCE reconheceu essa iniciativa”, afirmou Wesley.

O parecer favorável à aprovação das contas do TCE será encaminhado à Câmara de Vereadores, que deverá votar de forma definitiva as contas de governo do ano de 2015.

Comente esta notícia