Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

28 de Dezembro de 2017, 14h:37 - A | A

GERAL / TRÂNSITO CAÓTICO

Secretaria multa 370 mil motoristas cuiabanos em 2017

Relatório divulgado pela Secretaria de Mobilidade Urbana apontou que em 2016 foram notificadas 454 mil infrações. Em relação a 2017, o número significa redução de 18,5% de multas.

DA REDAÇÃO



Em Cuiabá, a prefeitura multou 370 mil motoristas que cometeram infrações no trânsito, em 2017. A maioria das multas foi por excesso de velocidade.

Relatório divulgado pela Secretaria de Mobilidade Urbana apontou que em 2016 foram notificadas 454 mil infrações. Em relação a 2017, o número significa redução de 18,5% de multas.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Entre as multas registradas estão o avanço do sinal vermelho, estacionamentos irregulares, falta do uso de cinto de segurança, uso de celular ao volante, dirigir embriagado ou sem habilitação, entre outras.

A irregularidade mais comum entre os motoristas cuiabanos, segundo o relatório, é dirigir em alta velocidade pelas vias. Em 2016 foram 174.908 autuações. Já em 2017 essas autuações sofreram uma redução para 161.107. Em segundo lugar vem o avançar no sinal vermelho, com 109.948 autuações em 2016 e 67.345 em 2017.

“Apesar das campanhas educativas que temos realizado, o índice de ocorrências ainda é alto e, em relação a algumas infrações, é crescente. Isso é um problema comportamental do motorista. Por isso continuamos intensificando nossas campanhas educativas e uma que destacamos são as ações em frente aos hospitais e escolas da capital”, disse o secretário Antenor Figueiredo.

Estacionar em passeio, que é uma infração considerada grave, teve um aumento em 2017. Nesse ano foram registradas 13.128 autuações, enquanto que em 2016, 10.031 motoristas foram autuados.

“Esse aumento aconteceu por conta da fiscalização que a secretaria realizou a pedido da própria população. Nesse caso, fizemos campanhas educativas, priorizando a orientação, sobre a restrição em relação  a proximidades de hospitais e escolas quanto a proibição de estacionar em locais indevidos e, após esse trabalho, que durou uma semana, passamos a penalizar aqueles que insistiram em infringir as leis de trânsito. Infelizmente alguns só respeitam quando sentem no bolso”, lamentou o secretário.

O diretor de trânsito da Semob, Michel Diniz, disse que as ações realizadas este ano tem alcançado as expectativas, através de Campanhas como Hospital Trânsito Livre, Operação Carga Pesada, entre outras.

“Hoje nós temos um direcionamento de uma gestão mais humanizada e inclusiva, mais próxima da população. Nossa prioridade é a abordagem, a orientação e o contato do usuário com o agente de trânsito. O Agente ao flagrar uma infração, pode de imediato lavrar o auto de infração, mas ele pode optar também pela parte educativa e orientar esse infrator”, explicou Diniz.

Segundo o diretor, no ano de 2017, mais de 15 mil notificações foram enviadas a condutores que flagrados pelas câmeras de monitoramento. Esses condutores receberam em suas residências o documento que traz a data, horário e local que foi cometida a infração, porém sem gerar penalidade.

“Ficou apenas em uma advertência, prevista no Código de Trânsito Brasileiro, dentro das campanhas educativas”, salientou Michel Diniz.

Este ano a Semob teve como foco educar o condutor para o trânsito e não apenas autuar, o que traz também a diminuição de números de infrações.

“Não quer dizer que o condutor está deixando de cometer erros no trânsito. Os radares continuam flagrando as irregularidades, mas a parte operacional vem trabalhando e ensinando para um trânsito melhor", concluiu o diretor de trânsito.

Comente esta notícia