Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

25 de Dezembro de 2016, 13h:30 - A | A

GERAL / VÍTIMA DE AVC

Reitora da UFMT tem melhora em quadro clínico e deve deixar UTI

Myrian Serra, no entanto, vai permanecer internada no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, para o tratamento neuroclínico

DA REDAÇÃO



O quadro de saúde da reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, voltou a apresentar uma melhora considerável.

Ele permanece internada, em uma Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, mas já respira sem ajuda dos aparelhos, está acordada e responde a comandos da equipe médica.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A informação foi divulgada no começo da tarde deste domingo (25) pela assessoria de imprensa da UFMT, com base em um boletim médico da equipe que atende a reitora.

Myrian Serra sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) no dia 10 de dezembro. Desde estão, está internada no Hospital Santa Rosa.

De acordo com a equipe médica, o quadro de saúde da reitora melhorou de tal forma, que já está sendo progranada a sua saída da UTI.

Ela, no entanto, vai permanecer internada na unidade de saúde para o tratamento neuroclínico.

A reitora está sob os cuidados da equipe da Unidade de Terapita Intensiva, coordenada pelo doutor Márcio Paes e pela equipe de neurologia Med Neuro.

Histórico

A professora Myrian Serra sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico no último dia 10, logo após fazer um discurso no palco do Teatro Universitário e minutos antes de ser homenageada pelo Coral UFMT, que apresentaria o espetáculo "Canta Beatles".

Ela desmaiou na frente da plateia e artistas.

Havia médicos entre o público e entre os coralistas, inclusive o médico socorrista Haig Terzian, que já coordenou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e ofereceu os primeiros socorros à reitora.

Em seguida, uma ambulância do Samu encaminhou a professora para o hospital.

Ao ser constatada a gravidade do problema, Myrian foi transferida para a UTI do Hospital Santa Rosa, onde segue em tratamento.  

Um dia após ser internada, a reitora passou por uma neurocirurgia, para a implantação de um cateter para monitorar a pressão intracraniana, temperatura cerebral e drenagem do líquor hemorrágico.

Posteriormente, o aneurisma cerebral foi imobilizado e o cateter foi retirado no dia 14. 

Myrian Serra assumiu a gestão da Universidade Federal de Mato Grosso no dia 14 de outubro.

Mobilização

Enquanto ela está internada, o vice-reitor Evandro Soares exerce a administração da UFMT.

Além disso, a comunidade acadêmica se mobiliza, com gupos de oração.

Confira a íntegra da nota da Assessoria de Imprensa da UFMT:

"A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, que sofreu um acidente vascular cerebral no dia 10 de dezembro,  apresenta melhora em seu quadro de saúde.

A reitora permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa, com melhora importante do quadro neurológico. Se encontra respirando sem a ajuda de aparelhos, acordada e  respondendo a comandos da equipe médica.

Já está sendo programada sua saída da UTI, permanecendo ainda no hospital para tratamento neuroclínico.

A reitora está sob os cuidados da equipe da Unidade de Terapia Intensiva, coordenada pelo doutor Márcio Paes e pela equipe de neurologia MedNeuro. 

A professora Myrian Serra passou mal no dia  10, no Teatro Universitário.

Após os primeiros socorros recebidos de médicos presentes no local e das equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), foi levada para o Hospital Santa Rosa.


Secretaria de Comunicação e Multimeios da UFMT
Cordenação de Comunicação e Imprensa"

Comente esta notícia