Cuiabá, 09 de Agosto de 2022
logo

30 de Dezembro de 2017, 20h:04 - A | A

GERAL / RONDONÓPOLIS

Prefeitura decreta situação de emergência devido a fortes chuvas

Com a assinatura do decreto, o município poderá fazer o processo de contratação de uma empresa emergencialmente com a dispensa de licitação e agilizar a solução dos problemas com o objetivo de resolver os desastres nas regiões afetadas.

DA REDAÇÃO



O prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio (SD) assinou o decreto de situação de emergência nas áreas do município que sofreram danos com as chuvas intensas ocorridas neste fim de ano. As fortes chuvas provocaram alagamentos e o aparecimento de erosões em áreas de risco. O decreto foi publicado na edição desta sexta-feira (29) no Diário Oficial do município.

Com a assinatura do decreto, o município poderá fazer o processo de contratação de uma empresa emergencialmente com a dispensa de licitação e agilizar a solução dos problemas com o objetivo de resolver os desastres nas regiões afetadas.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Ainda com o reconhecimento do estado de emergência do município pelo Governo Federal, a Prefeitura terá a possibilidade de obter o repasse ou a transferência de recursos da União para o município que será utilizado nas ações de reconstrução do cenário afetado pelo desastre, na recuperação de unidades habitacionais, bem como, em ações de prevenção para acabar com os problemas desta natureza.

Desta forma, com o decreto será possível contratar a prestação de serviços e obras que visam garantir condições e suprir as famílias com alimentação, vestuário, limpeza e abrigo.

Desde o dia 22 de dezembro, o coordenador municipal da Defesa Civil, João Copetti Bohrer tem acompanhado os problemas provocados pelas fortes chuvas. Foi feita a remoção das famílias em situação de risco que estão abrigadas temporariamente na Escola Municipal Gisélio de Nóbrega, região da Vila Mamed.

Posteriormente, segundo Bohrer, iniciou-se a articulação para a resolução do problema no processo erosivo. “Foram conclamados os órgãos responsáveis para tentar mitigar os danos e evitar que edificações sofressem um dano maior e continuar o atendimento as pessoas diretamente afetadas,” explica o coordenador da Defesa Civil do município.

As equipes da Defesa Civil, Habitação e Assistência Social do município vêm trabalhando e acompanhando a situação no local. Além disto, um geólogo e um engenheiro civil emitiram um parecer técnico que contribuiu para confeccionar os laudos que embasaram o decreto.

Preocupado com a situação, o prefeito Zé Carlos do Pátio tem mobilizado as equipes competentes sob a coordenação da Defesa Civil para reforçar as ações e prestar assistência às famílias afetadas pelo desastre.

 

 

Comente esta notícia