Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

24 de Novembro de 2022, 18h:00 - A | A

GERAL / VÍTIMA DE GORDOFOBIA

Modelo diz ter sido barrada em voo dO Qatar por ser 'gorda demais'

Segundo influenciadora, empresa teria alegado que ela precisaria de passagem executiva ou de duas para "caber no assento"

Laura Lourenço, da Agência Record
R7



A modelo e influenciadora digital Juliana Nehme, de 38 anos, afirma que sofreu gordofobia por parte da companhia aérea Qatar Airways, após tentar embarcar do Líbano de volta para o Brasil, na terça-feira (22).

Por meio das redes sociais, a modelo fez vídeos do aeroporto enquanto tentava embarcar de volta para São Paulo. Ela relatou que, por ser "gorda demais", os funcionários da empresa não deixaram ela entrar no avião enquanto não comprasse a passagem executiva, que custa cerca de três mil dólares.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A modelo insistiu por quase duas horas para que ela e a mãe pudessem embarcar, mas, segundo ela, o pedido não foi atendido. Juliana continua no país tentando resolver o problema.

A alternativa dada à influenciadora no dia seguinte é que ela pagasse por mais um assento na classe econômica, que custa mil dólares, porém, a compra deveria ser feita apenas pela empresa de viagem que a mulher contratou. A empresa tentou contato com a Qatar Airways no mesmo dia, porém não conseguiu falar com eles para realizar a compra das passagens.

A modelo afirmou ainda que, por ela não ter embarcado com sua mãe, irmão e sobrinho na terça-feira (22), ela teria que pagar uma multa por não ter viajado. Leia mais em R7

Comente esta notícia