Cuiabá, 08 de Fevereiro de 2023
logo

06 de Janeiro de 2023, 12h:30 - A | A

GERAL / VEJA VÍDEO

Jovem morre na porta de hospital por falta de maca para obesos

Família alega negligência no atendimento; jovem de 25 anos passou por três unidades de SP e não foi atendido por falta de maca para obeso

VINICIUS PASSARELII



 Um jovem de 25 anos morreu enquanto aguardava ser atendido no Hospital Geral de Taipas, na zona norte de São Paulo, nessa quinta-feira (5/1). A família de Vitor Augusto Marcos de Oliveira, que era obeso, alega que houve negligência no atendimento.

Ao Metrópoles, uma voluntária que está auxiliando a família no caso relatou que Vitor passou por dois hospitais antes de ir para a unidade de Taipas, que é estadual.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em nenhuma das unidades ele conseguiu atendimento, por falta de macas e equipamentos para atender obesos. O paciente, que pesava 190 quilos, passou pela UPA de Perus e depois para o Hospital Cachoeirinha.

A voluntária Gabriela Silva relata que Vitor, que é de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, começou a passar mal na quarta-feira (4/1), quando foi levado à UPA de Perus. Por não haver a estrutura necessária para o atendimento dele, o paciente foi encaminhado ao Hospital Geral Vila Nova Cachoeirinha.

De acordo com o relato da voluntária, ele ficou por cerca de três horas neste hospital até conseguir ser transferido para o Hospital de Taipas. A mãe e a esposa da vítima chegaram a fazer uma live no Facebook pedindo ajuda, enquanto Vitor aguardava dentro de uma ambulância a transferência para o outro hospital.

“Ele ficou três horas na frente do (Hospital) Cachoeirinha. Pela pressão que fizemos nas redes sociais, ele foi mandado para o Tapias. O menino morreu lá no assoalho da ambulência. Colocaram ele para dentro e depois de duas horas avisaram que ele havia morrido”, relata. Leia mais em METRÓPOLES

Veja vídeo:

Comente esta notícia