Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

25 de Novembro de 2022, 08h:22 - A | A

GERAL / APOIO

Jornalista da Assembleia é alvo de ameaças e deputados repudiam

Eles manifestaram apoio à profissional, que também é servidora da casa

DO REPÓRTERMT



Em sessão plenária nessa quarta-feira (23), deputados repudiaram as ameaças feitas contra a jornalista Deisy Boroviec, que também é servidora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

A jornalista afirma ter sido ameaçada de morte pelo Facebook, por um usuário da plataforma identificado como Rodrigo Valdivia, que seria eleitor do presidente Jair Bolsonaro (PL).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Ao RepórterMT, a deputada Janaina Riva (MDB) lamentou o corrido e reafirmou o seu posicionamento a favor da democracia e de manifestações dede que pacíficas. “Temos visto casos extremos como o ocorrido em Sorriso onde um pai implorou para passar nesse bloqueio absurdo, pois o seu filho iria perder a visão sem o socorro adequado. Mesmo licenciada do cargo e em viagem, tomei conhecimento das ameaças sofridas pela jornalista Deisy Boroviec, servidora efetiva da Assembleia Legislativa. Só posso lamentar que alguém se infiltre e se aproprie de um movimento legítimo, cujo viés principal é a defesa da democracia, para ameaçar e achacar qualquer cidadão que tenha ideologia política diferente da sua! Deixo meu repúdio e solidariedade às vítimas desses criminosos.”

Os deputados estaduais Wilson Santos (PSD) e Lúdio Cabral (PT) se manifestaram na tribuna. Lúdio pediu que os responsáveis sejam identificados e punidos. “Faço aqui, publicamente, um pedido para que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa encaminhe às autoridades da segurança pública para identificar autores dessa ameaça para que eles sejam presos e punidos exemplarmente”.

O deputado Wilson Santos também manifestou apoio à profissional. “Eu também me coloco à disposição para ir ao secretário de Segurança Pública e onde quer que seja. Esse tipo de ameaça não representa a democracia. Tem muita gente exagerando. As autoridades precisam, em nome da democracia, coibir toda essa forma de abuso, de ameaça que muitas vezes estão se materializando”, afirmou.

Entenda o caso

A jornalista e servidora da Assembleia Legislativa, Deisy Boroviec, registrou um boletim de ocorrência na segunda-feira (21), em Cuiabá, após supostamente sofrer ameaças de morte no Facebook, feitas por um homem que acusou a profissional de publicar “fake news” desfavoráveis ao presidente Jair Bolsonaro, de quem seria eleitor.

O rapaz deixou vários comentários no perfil da jornalista. “A tua batata está assando, mocreia petista. O meu grupo aí em Cuiabá já sabe onde você trabalha e o teu horário. Toma cuidado que acidentes e roubos toda hora acontecem. Onde você mora sempre olhe para os dois lados da rua! Quer continuar difamando o presidente Bolsonaro, vaza então para Bahia, ou Ceará, que é lugar de vagabundos, socialista metida a intelectual”, escreveu o homem.

Apoio - Está sendo organizada, em conjunto com a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), uma campanha de coleta de assinaturas em apoio à Deisy. Os interessados podem acessar a página e fazer o registro por meio do preenchimento do formulário.

Comente esta notícia