Cuiabá, 30 de Janeiro de 2023
logo

22 de Dezembro de 2014, 17h:00 - A | A

GERAL / SEM REPASSE DA UNIÃO

Hospital de Câncer, HGU e Santa Casa paralisam cirurgias nesta segunda

Valor da dívida é de R$ 12 milhões, referentes aos meses de outubro e novembro.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



O Hospital Geral Universitário (HGU), Hospital de Câncer (HC), Santa Helena e Santa Casa não vão mais realizar procedimentos cirúrgicos de Média e Alta Complexidade, a partir desta segunda-feira (22).

A paralisação ocorre por conta de um atraso nos repasses do Ministério da Saúde, de cerca de R$ 12 milhões. A dívida é referente aos contratos que o Serviço Unificado de Saúde (SUS) mantém com os hospitais privados e filantrópicos de Cuiabá.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Ao RepórterMT, a assessoria de imprensa dos hospitais explicou que a dívida é referente aos meses de outubro e novembro. Por isso, a direção determinou a paralisação imediata do serviço, por tempo indeterminado, já que as unidades de saúdes necessitam do recurso para manter a funcionalização dos respectivos serviços.

A dívida de R$ 12 milhões é referente aos contratos que o Serviço Unificado de Saúde (SUS) mantém com os hospitais privados e filantrópicos de Cuiabá

Também ao RepórterMT, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) explicou que o Ministério da Saúde se comprometeu a depositar o recurso na conta da Prefeitura de Cuiabá até o dia 20 deste mês. No entanto, o depósito ainda não foi feito.

Já sobre a dívida com os hospitais, a SMS afirmou que o Governo Federal deve liberar 70% do recurso ainda este ano, e o restante somente em janeiro de 2015.

O acordo entre o poder municipal e os hospitais tem o objetivo de aumentar o número de leitos e serviços médico-hospitalares.

Já sabendo o atraso, no dia 17 deste mês, o prefeito Mauro Mendes (PSB), o secretário de Saúde, Werley Peres e representantes dos hospitais ainda se reuniram para tentar ‘solucionar’ os atrasos do Ministério da Saúde. 

Na reunião, os empresários se mostraram preocupados com o atraso do repasse e pediram que Mendes intercedesse no assunto, para tentar solucionar o problema, que até o momento não foi resolvido.

Comente esta notícia

Junior 22/12/2014

devem estar mamando em Brasília Flavio

Flavio Freire 22/12/2014

Cadê os senadores e deputados federais deste estado ??!!

2 comentários

1 de 1