Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

04 de Dezembro de 2014, 23h:00 - A | A

GERAL / 'GUERRA' DO VLT

Consórcio monta 'barricada' em canteiro para chuva não estragar 'via do trem' na av. do CPA

Apesar do Consórcio VLT ter deixado um cenário de guerra ao longo da Historiador Rubens de Mendonça, essa espécie de barricada formada nesse trecho do canteiro nada mais é do que para evitar que com a chegada da água das chuvas o piso seja comprometido.

DA REDAÇÃO



Quem passa pela Avenida do CPA, em Cuiabá, na altura do restaurante Tucano, percebe que no canteiro central existem vários sacos brancos de areia.

Apesar do Consórcio VLT ter deixado um cenário de guerra ao longo da Historiador Rubens de Mendonça, essa espécie de barricada formada nesse trecho do canteiro nada mais é do que para evitar que com a chegada da água das chuvas o piso seja comprometido, já que estaria pronto para ser colocado os trilhos do VLT.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Porém, nossa reportagem constatou que há muito tempo esse local está abandonado pelo Consórcio e já vem apresentando vários buracos. Antes mesmo da realização da Copa do Mundo em Cuiabá não se via um operário trabalhando.

Para 'enganar' a população de que algo era feito no local, o Consórcio colocou vários tapumes. E ainda para piorar a situação, as empresas fizeram buracos ao longo desse trecho no asfalto para colocar as vigas. Com isso, a Avenida ficou estreita e houve reclamações. Ao recuar os tapumes próximo do canteiro, ficaram os buracos na pista. Até hoje, a situação está do mesmo jeito.

É por esse local que deve passar o Veículo Leve sobre Trilhos, mas ninguém sabe ao certo quando isso deve acontecer. O que não se entende nessa situação, é por que o Consórcio resolveu destruir o canteiro ao longo de toda a Avenida, se já se sabia que os trilhos não chegariam nesse ponto tão cedo.

VEJA VÍDEO

O próprio governador Silval Barbosa (PMDB), que antes estufava o peito para dizer que concluía a obra em março deste ano, sabia desde o início que seria mais ou menos 4 anos para a obra ficar pronta.

RepórterMT

Av do CPA

Consórcio monta barricadas ao longo de canteiro central da Avenida do CPA. Sacos de areia são para evitar que a chuva comprometa o piso do canteiro

 

Caberá ao próximo chefe do executivo, o governador eleito Pedro Taques (PDT) a responsabilidade de se fazer uma auditoria nos contratos das obras da Copa, principalmente do VLT, e saber como ele deverá tocar as 'sobras da Copa' deixadas por Silval.

Esta semana, o Tribunal de Contas do Estado aprovou as contas da Secopa, exercício 2013, mas multou Maurício Guimarães e determinou que em 30 dias ele apresente um cronograma de entrega de etapas do Trem.

Porém, esse prazo chega no dia 31 de dezembro, último dia da gestão Silval Barbosa. O TCE também detectou que não houve por parte da Secopa transparência quanto aos prazos definidos para o VLT.

 

 

 

 

Comente esta notícia

Edson Palma 05/12/2014

Não seria a continuação da transposição do Rio São Francisco ? É só esperar a chuva chegar pra valer que isso aí vai virar um RIO de lixo. Uma vergonha !

1 comentários

1 de 1