Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

14 de Novembro de 2013, 08h:55 - A | A

ESPORTE / FESTA

Aldo Rebelo e Silval Barbosa entram no clima nos Jogos Indígenas

Ministro do Esporte e Governador de Mato Grosso estiveram no local onde os jogos são realizados para anunciar o Mundial no Brasil em 2015

GLOBOESPORTE.COM



O Ministro do Esporte Aldo Rebelo, entrou no clima indígena nesta quarta-feira, onde acompanhou os Jogos dos Povos Indígenas, que acontecem nesta semana em Cuiabá, na região do Sucuri. Ele esteve acompanhado do Governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, além de Marcos Terena, presidente do Comitê Intertribal de Memória e Ciência Indígena, e demais autoridades.

Os políticos entraram no clima da festa e receberam e vestiram os brindes doados pelas etnias. O principal motivo da visita de Aldo foi discutir com as lideranças indígenas, a escolha das cidades candidatas a sediar o 1º Jogos Mundiais Indígenas, em julho de 2015, que será realizado no Brasil. Cuiabá (MT), Palmas (TO), Salvador (BA), Bertioga (SP), Guarujá (SP), Belém (PA) e Petrópolis (RJ) estão na disputa.

- Os Jogos Indígenas e os Jogos Mundiais serão um contraponto de valorizar as coisas que a sociedade do mercado faz, como se a felicidade humana estivesse relacionada ao consumo. Esses povos ancestrais, tem outro padrão, outra visão. Não estão ligadoa aos valores que a sociedade produz. Jogos são uma homenagem aos índios, valorização e reconhecimento dessas civilizações milenares. É uma festa e a confraternização desses povos.

Segundo Marcos Terena, uma reunião nesse mês no Ministério do Esporte irá definir qual cidade será escolhida.

- Esperamos definir até janeiro. Estabelecer critérios para fazermos a melhor escolha, são várias cidades postulantes com história indígena.

Problemas

Durante a semana, os índios reclamaram da estrutura encontrada em Cuiabá. Citaram a falta de água, alojamentos ruins e comida de má qualidade. Aldo Rebelo e Marcos Terena minimizaram o fato.

- Um evento desse tamanho é bem planejado, com pelo menos um ano de antecedência. Os ônibus que trouxeram os índios, por exemplo, podem reclamar que é ruim, mas colocamos como condição as empresas que teriam que buscar os índios dentro da aldeia. A falta de Ônibus, que entram na aldeia. Questão da comida tomamos as medidas necessários junto à empresa. Quando a falta de água, foram os próprios índios que cortaram a mangueira de distribuição, para que que pudessem se refrescar - se justificou Terena.

12º Jogos dos Povos Indígenas

A competição é realizada pelo Comitê Intertribal em parceria com o Ministério do Esporte e o Governo de Mato Grosso e conta com apoio Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e da Prefeitura de Cuiabá. O evento teve início na última semana e vai até sábado, com a participação de 1.600 indígenas de 48 etnias brasileiras e 17 internacionais. A aldeia dos Jogos dos Povos Indígenas foi construída no Jardim Botânico em uma área de sete hectares. No local, estão instalados a arena dos jogos, com capacidade para oito mil pessoas, e atrações como a oca digital, a oca da sabedoria, feiras de agricultura e de artesanato indígenas.

 

Comente esta notícia