Cuiabá, 02 de Julho de 2022
logo

Domingo, 08 de Maio de 2022, 07h:30 - A | A

ASSISTA AQUI

Nova tecnologia permite tratamento contra o câncer com efeitos mais leves

A inovação vem tornar a radioterapia mais precisa associando imagem tridimensional ao controle da intensidade do feixe de radiação.

Cristiane de Paula
DO REPÓRTER MT

Em entrevista ao RepórterMT, o rádio-oncologista Claúdio Barros, explica que uma nova tecnologia está chegando a Mato Grosso e vai permitir que pacientes oncológicos passem pela radioterapia tendo efeitos bem mais leves.

A Radioterapia de Intensidade Modulada (IMRT) consiste em utilizar a tecnologia de imagem trimensional com o controle da intensidade do feixe de radiação, tornando o tratamento mais eficaz e com menor número de sessões.

"Agora ao invés de eu ter só uma intensidade, eu começo a ter diferentes intensidades no mesmo raio, isso é o computador que faz movimentando as lâminas, até a gente atingir o alvo, a doença”, completa o rádio-oncologista.

O especialista ainda exemplifica como o uso do IMRT permite utilizar doses mais altas direto no tumor, já que a intensidade é controlada, minimizando a radiação nos tecidos na região do câncer, mas ainda não afetados pela doença. De acordo com o especialista, no caso do câncer de próstata, cerca de 20% dos pacientes podem sofrer complicações, como retite ou cistite. Com a radioterapia conformacional ou IMRT esse percentual cai até pela metade sem falar da redução no número de sessões.

"O tratamento tem maior chance de cura e menor efeito colateral”, conclui o especialista.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia