Cuiabá, 30 de Junho de 2022
logo

Domingo, 30 de Outubro de 2011, 08h:26 - A | A

CRISE ECONÔMICA

Mato Grosso perdeu R$ 2,3 bilhões em produção agrícola

Em 2010, o Estado perdeu sua receita agrícola de R$ 1,8 bilhão só com a queda na produção de soja

INARA FONSECA

A pesquisa “Produção Agrícola 2010”, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada na última quarta-feira (26), revelou que Mato Grosso perdeu R$ 2,3 bilhões no valor da produção agrícola no último ano. De acordo com os dados, o Estado tinha participação de 11,3% na produção agrícola do país. Em 2010, este número caiu para apenas 8,9%.



Dos R$ 2,3 bilhões reduzidos, 78% correspondem somente à produção de soja mato-grossense. Ao todo, MT perdeu R$ 1,8 bilhão só com a oleaginosa, cultura na qual se destaca por ser o maior produtor nacional, com 27,3% do total produzido no país. Apesar da queda de 4,4 pontos percentuais, Mato Grosso permanece o líder nacional, com 18 milhões de toneladas de soja colhidas em 2010.



Com a redução no valor da soja, Sorriso (420 km de Cuiabá) diminuiu em 30,6% suas receitas e perdeu o status de munícipio com maior valor de produção (conquistado nos anos de 2008 e 2009). Apesar da queda, o município ainda é considerado o maior produtor de milho e soja do Brasil, sendo responsável por 13,0% e 9,7% da produção mato-grossense, respectivamente.



Juntamente com Sorriso, a cidade de Sapezal (480 km de Cuiabá) faz parte dos municípios que mais participaram no total do valor da produção agrícola. O município de Sorriso produziu 6% da safra brasileira e Sapezal foi responsável por 5,5%.



No ranking dos estados que mais produzem Mato Grosso caiu para quinta posição. Em 2009 MT aparecia no quarto lugar, sendo superado por Minas Gerais. No primeiro lugar ficou São Paulo, responsável por 18,2% de toda produção agrícola do país. Em segundo, Paraná com 12,9%. Em terceiro, Rio Grande do Sul com 12,1%. Em quarto, Minas Gerais com 11,8% da produção.



No Brasil, o valor da produção agrícola alcançou R$ 154 bilhões no ano de 2010, um crescimento de 8,9% em relação ao ano anterior. De acordo com a pesquisa realizada pelo IBGE, o aumento deve-se, principalmente, à valorização dos produtos agrícolas no mercado externo, seja por aumento da demanda ou por redução da oferta.

Comente esta notícia