Cuiabá, 05 de Outubro de 2022
logo

09 de Dezembro de 2013, 10h:01 - A | A

CIDADES / JANGADA / VÁRZEA GRANDE

Família morre em batida de carro com bitrem; corpos já foram liberados pelo IML

Uma adolescente de 13 anos está internada em estado grave no Pronto Socorro de Várzea Grande.

JOÃO RIBEIRO
DA REDAÇÃO



O Instituto Médico Legal (IML) começou a liberar para o sepultamento, nesta segunda-feira (09), os corpos das duas crianças e cinco adultos, todos da mesma família, mortas em uma colisão envolvendo cinco veículos, sendo três caminhões, uma carreta bitren e um Fiat Pálio. A batida ocorreu neste domingo (08), na BR-364, no KM 460, entre Várzea Grande e o município de Jangada.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal o motorista do Palio, que vinha no sentido Jangada - Várzea Grande, realizou uma ultrapassagem, mas quando terminou a manobra perdeu o controle da direção e rodou na pista, batendo atrás da carreta bitren, que veio colidiur com outro caminhão. Os dois caminhões e o veiculo de passeio capotaram e foram parar fora da pista.

Orlando José Santana, de 34 anos, Dorival Santana, Rodinei Rodrigues de Almeida, de 24 anos, Analice Maria Almeida, e uma criança, de oito anos, morreram na hora. Outra menor, de 12 anos, foi levada por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Pronto Socorro de Várzea Grande, mas morreu durante o atendimento médico. Já uma adolescente de 13 anos está internada no hospital em estado grave.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para ser feito o exame de necropsia. As vítimas moravam no bairro da Ponte, em Jangada.

O trecho da rodovia ficou bloqueado até a retirada dos corpos e dos veículos. Agentes da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) foram até o local para investigar o responsável pelas batidas. O laudo com o resultado deve sair nos próximos 30 dias.


RODOVIA DA MORTE

Nos últimos dois meses a BR -364 foi palco de diversas tragédias em várias colisões envolvendo carros, carretas e caminhões. No dia 18 de novembro, a jovem Daniele Afonso Xavier, de 28 anos, morreu após bater o carro Renault Logan de frente com uma carreta carregada de cerveja, trecho da rodovia na saída de Rondonópolis (220 km da capital). Conforme a PRF, com o impacto da batida a vítima morreu na hora. Já o motorista do caminhão teve apenas ferimentos leves pelo corpo.

Já no dia 20 do mesmo mês, na saída de Cuiabá, Clodoaldo Elias Lemes, de 36 anos, dirigia uma carreta sentido Jangada, quando foi fechado por outro caminhão. Ele perdeu o controle da direção do veículo e saiu da pista, vindo a capotar. A vítima morreu antes que a ambulância do SAMU chegasse para socorrê-lo.

Comente esta notícia