facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 20 de Maio de 2024
20 de Maio de 2024

08 de Outubro de 2010, 11h:53 - A | A

VARIEDADES /

O preço do m² construido está mais caro em MT

A Gazeta



Vívian Lessa
Da Redação

A demanda crescente no mercado imobiliário de Mato Grosso tem provocado a alta no preço dos materiais de construção. O custo médio do metro quadrado (m2) para construir no Estado é de R$ 754,46, conforme o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF). A pesquisa, que aponta o cenário do setor da construção civil referente ao mês de setembro, foi divulgada nesta quinta-feira (7).

>> Clique aqui e participe do grupo de WhatsApp 

O valor representa uma alta de 9,07% sobre o que foi registrado em 2009, quando o preço médio do metro quadrado era de R$ 689,14 no Estado. Na comparação com com agosto deste ano, quando o custo era de R$ 753,67/m2, o aumento foi de 0,10%. Para o presidente da Associação dos Comerciantes de Material para Construção de Mato Grosso (Acomac-MT), Antônio Zompero, tanto os materiais quanto a mão-de-obra vêm apresentando crescimento nos últimos meses. Ele cita que os produtos básicos apresentaram alta de até 50%.

"Como é o caso do tijolo que pode ser comprado a R$ 440 o milheiro, ante a R$ 280 cobrados pelas lojas no ano passado". Outro produto que apresentou majoração é a areia, que segundo Zompero, foi de 20%. O cimento é o componente mais disputado no setor e neste ano chegou a faltar no mercado mato-grossense. A medida viabilizada pela indústria Votorantim Cimentos, que reforçou o comércio do Estado com a disponibilidade de 20 mil sacos de cimento diários produzidos em Minas Gerais, equilibrou o setor. Com isso, o preço do cimento caiu de R$ 27 para R$ 22, em média, o saco com 50 kg.

Mesmo assim, o comerciante José Wenceslau de Souza, explica que o mercado não estará imune às altas do cimento. "O preço do produto é oscila, depende sempre da demanda de mercado". De acordo com ele, o custo médio da construção vem apresentando altas absurdas devido a especulação do segmento. Conforme o empresário, o custo do metro quadrado em Mato Grosso está semelhante aos preços cobrados em estados do litoral brasileiro. A pesquisa do IBGE confirma que o custo da construção mato-grossense está acima, por exemplo, de todos os estados da região Nordeste. No Centro-Oeste, Mato Grosso detém o segundo maior custo, ficando atrás somente do Distrito Federal com o custo de R$ 779,78/m2.

Já no Brasil, o custo nacional da construção, por metro quadrado, avançou de R$ 755,21 (agosto) para R$ 757,86 (setembro), sendo R$ 428,07 relativos aos materiais e R$ 329,79 à mão-de-obra. A parcela dos materiais subiu 0,41%, um pouco acima da taxa de agosto (0,39%). O valor da mão-de-obra registrou variação de 0,27% contra 0,21% de agosto.

Mão-de-obra - A superintendência do Sine de Mato Grosso seleciona hoje (8) pessoas para trabalhar nas obras da reconstrução do Estádio Governador José Fragelli, o Verdão. Os interessados deverão comparecer munidos de documentos pessoais (RG, CPF e Carteira de Trabalho) na Escola Municipal Pedrosa de Morais e Silva, situada na rua C, quadra 5, S/Nº, no bairro Novo Paraíso, em Cuiabá.

O horário de atendimento será das 7h30 às 17h30. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (65) 3613-2120 ou comparecer à agência do Sine, localizada na rua Baltazar Navarros, Nº 567, bairro Bandeirantes, em Cuiabá.


Comente esta notícia