facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 25 de Maio de 2024
25 de Maio de 2024

01 de Julho de 2010, 00h:18 - A | A

VARIEDADES /

Após fusão, City Lar anuncia mais 8 lojas no Estado

ISA SOUSA - MIDIANEWS



A rede mato-grossense City Lar, que no último dia 23 anunciou a fusão com a varejista mineira Ricardo Eletro e a baiana Insinuante, passando a fazer parte da holding Máquina de Vendas S/A, anunciou que nos próximos 60 dias irá inaugurar 30 novas lojas, em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Amazonas.

Em Mato Grosso, serão oito novas lojas, a serem inauguradas em Mirassol D'Oeste, Vera, Feliz Natal, Várzea Grande, Cuiabá (CPA 3, Cidade Alta), Primavera do Leste e Comodoro.

A expansão, que já estava prevista antes mesmo da fusão, pretende fazer com que, até 2014, haja 120 lojas espalhadas nos demais estados em que a mato-grossense atua com marca própria (MS, RO, AC, AM, PA, RR, MA, TO e  PI). 

A City Lar, que mantém o nome apesar da fusão, mas passa a ter a razão social Máquina de Vendas Norte, fará um investimento de R$ 20 milhões nas novas lojas. Com um faturamento anual de R$ 1,1 bilhão, a empresa, líder de vendas no Centro-Oeste, passará a ter, juntamente com a Ricardo Eletro e Insinuante, um faturamento de R$ 6,1 bilhões. 

Unir para crescer

Segundo o presidente da Máquina de Vendas, Ricardo Nunes, um dos motivos primordiais para fechar negócio com a City Lar foi a forte presença da rede mato-grossense nas regiões Centro-Oeste e Norte, onde a Insinuante e a Ricardo Eletro não conseguiram se consolidar. 

Para o presidente da City Lar, Erivelto Carlos Gasques, apesar de a empresa ser consolidada nestas regiões, a fusão se fez necessária pela iminência de grupos internacionais entrarem, cada vez mais, no mercado brasileiro e grupos nacionais se "interiorizarem". 

Outro fator importante é que, através da fusão, o grupo poderá lutar por melhores condições de compras. "As marcas vão prevalecer em cada região, pois é nossa intenção manter as origens regionais. Somente na hora de comprar é que as negociações serão unificadas para aumentar nosso poder de barganha junto aos fornecedores", revelou Luis Carlos Batista, presidente do Conselho de Administração da holding Máquina de Vendas.

Troca de nomes

Apesar de Ricardo Nunes, presidente da Ricardo Eletro, afirmar que, além de maior quantidade de lojas, as marcas continuarão as mesmas, haverá algumas trocas de nomes, em algumas regiões do país. 

Em Manaus (AM), oito lojas da Insinuante passam a se chamar City Lar. No Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, as 16 lojas da City Lar passam a se chamar Insinuante.

Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás mantêm a bandeira Ricardo Eletro e, no Piauí, as lojas City Lar preservam seus nomes. No Maranhão, onde a City chama-se Gabryella, a rede passa a se chamar Insinuante. 

"O que muda para o consumidor é que as marcas serão fortalecidas com a presença de mais lojas onde elas já estão consolidadas", explicou Nunes.

Comente esta notícia