Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

28 de Dezembro de 2016, 18h:13 - A | A

POLÍTICA / SHOW DOS HORRORES

Vereador diz que aumento é merecido porque político não tem RGA

Oséas Machado (PSC) também alega que reajuste dos salários e da verba indenizatoria "apenas repõe a correção inflacionária" de 4 anos

RAFAEL DE SOUSA
DA REDAÇÃO



Após a polêmica votação que aprovou o aumento de 25% nos salários dos vereadores de Cuiabá, na terça-feira (27), o vereador Oséas Machado (PSC) tentou justificar a medida com uma alegação inusitada: os parlamentares municipais não têm direito à Revisão Geral Anual (RGA), como ocorre com os servidores públicos.

"Meu voto foi favorável para fazer jus à RGA, que eu acho que é natural. Eu presido a Comissão de Economia; então, em todas posições, eu tenho que ser coerente", declarou Oséas Machado.

"Meu voto foi favorável ao aumento dos salários para fazer jus à RGA, que eu acho natural. Como presidente da Comissão de Economia, eu tenho que ser coerente em minhas posições", declarou.

Oséas, que não se reelegeu e deixará o Legislativo cuiabano no dia 31 de dezembro, ainda reforçou a defesa do aumento salarial lembrando que, por quatro anos, os vereadores não receberam o benefício.

O parlamentar não apenas votou a favor do reajuste dos vencimentos - de R$ 15,3 mil para R$ 18,9 mil -, como apoiou o reajuste automático da verba indenizatória, de R$ 9 para R$ 11,3 mil. Para ele, não há nenhuma imoralidade na decisão dos seus pares na Casa.

“No contexto da economia, o que votamos não é imoral", disse ele, afirmando que o aumento dos salários e da verba indenizatória seria uma espécie de "reposição inflacionária", que não teria impacto imediato nas finanças públicas.

“Esse montante que tivemos de atualização do índice retroativo [da inflação] só terá impacto daqui há quatro anos (...) Isso está previsto no Orçamento do Município - de R$ 2,5 bilhões - e no da Câmara - de R$ 42 milhões", disse.

Na Câmara Municipal de Cuiabá, a despesa com o aumento de salário vai alcançar cerca de R$ 4,2 milhões ao ano.

“Todo mundo está vendo que estamos atravessando uma crise na economia do Brasil. Mas nós temos a expectativa de que os índices podem melhorar, com alguns ajustes que estão sendo feitos para tornar o panorama diferente”, completou o vereador.  

Causa própria 

Por 14 votos a sete, a Câmara de Cuiabá aprovou, na última sessão de 2016, realizada na terça-feira (27), o reajuste de salários dos vereadores, prefeito da Capital em 25%.

Leia mais AQUI.

Sem alarde, os vereadores também aprovaram, na terça-feira, a criação do 13° Salário, benefício a que terão direito a partir de 2017.

A medida, que não teve qualquer divulgação, estava inclusa no projeto de lei que aumentou em 25% os salários).

"Camuflada" na reestruturação de cargos e salários, os vereadores também criaram a verba indenizatória de R$ 5 mil para chefes de gabinete.

Com os benefícios, o gasto do Legislativo cuiabano vai aumentar em R$ 1,890 milhão nos próximos quatro anos.

 

Comente esta notícia

Lucas 30/12/2016

O senhor esquece que o exemplo para uma sociedade justa e digna vem de seu lideres, e essa atitude é no minimo imoral pelo momento e pelo valor do aumento, pois justo seria se os senhores recebessem salario minimo, pois vocês estão ai para cuidar não das coisas publicas e não para se beneficiar delas, vê se fiscaliza mais e fala menos....

Almir Melli 30/12/2016

Só lembrando que funcionarios públicos, na maioria não recebem o salario que vcs recebem, muito menos verba indenizatória. Os funcionários públicos estão ali por mérito, fizeram curso em sua área especifica e estão cumprindo seu papel. E vcs, nobres vagabundos, vcs foram eleitos, ou seja, estão aí pq ganharam um voto de confiança para nos representar. Na boa, vcs não estão nos representando, em outras palavras, não estão cumprindo seu dever. Desta forma, maoerem n um centavo de aumento.

Fábio Prates Tomazelli 30/12/2016

Única classe trabalhadora, não passou crise econômica, 6 anos de crise. Foi Políticos tem capacidade aumenta salário.

Elizangela Fernandes 29/12/2016

INDIGNAÇÃO É UMA PALAVRA SUTIL PARA DEMONSTRAR O REPUDIO AO AUMENTO DOS VEREADORES E QUANTO A EXCELÊNCIA OSÉAS MACHADO QUE CONCORDOU NESSA MATÉRIA REVEJA SEUS CONCEITOS E EXPLICAÇÕES PORQUE OS BRASILEIROS NÃO AGUENTAM MAIS TANTA HIPOCRISIA .

Ricardo s.a 29/12/2016

Eles fazem o que quer como quer e quando quer... Porque um encoberta o outro... Hoje eles fazem isso é os outros poderes se cala... Amanhã outros fazem isso é eles se cala... E assim vão levando... O pior que o vereador que votei também votou afavor... O jeito é ir pra outro país mesmo... Lá funciona tudo... O amor ao dinheiro faz tudo isso...

29/12/2016

Sr. Vereador Oseas, na fsla:"alguns ajustes que estão sendo feitos para não causar impacto na economia" o nobre vereador não estaria se referindo dentre outras ações, ao aumento de impostos como por exemplo, o iptu?

LUCIANA 29/12/2016

ESSES VEREADORES NAO FAZ NADA PARA POPULAÇÃO EU QUE TER AUMENTO. AUMENTO TEM QUE SER PARA QUEM TRABALHA... SO SABE ROUBA DO POVO.. QUE POCA VERGONHA..

ONIL 29/12/2016

TIRANDO O FOCO DO ANÃO PARA ELE PASSEAR NOS STATES... KKK COMO ALGUEM ADMITE ALGO POR OUTREM?PERMINIO, VC SABE KKK QUEM PROCUROU O ALAN PARA PEDIR ISSO FOI O PROPRIO PEDRO TAQUES NA CASA DO ALAN. E MAIS... DIZEM QUE ELE FOI SOLTO PORQUE A FAMILIA AMEAÇOU MOSTRAR AS NOTAS PROMISSORIAS ASSINADAS POR PEDRO E O PRIMO PAULO PARA MOSTRAR QUEM ERA O CHEFE E MANDANTE DESTE GOLPE NA EDUCAÇÃO. DIZEM QUE ATÉ ESPOSA DE MENTIRINHA A FAMILIA DO ALAN ARRUMOU PARA ELE. É MOLE? E O POVO APLAUDE QUANDO A JUIZ DEFENDE OS AMIGOS E ARREBENTA COM OS QUE ELE ENCOMENDOU.. ABSURDO!

Diego 29/12/2016

Ainda bem que nao foi reeleito. Olha a diferença do caráter O irmão dele votou contra o aumento.

cleomar dias 29/12/2016

ESSES VEREADORES SAO UNS SAFADOS NAO FAZEM NADA E QUEREM GANHAR BEM VAO TRABALHAR SAFADOS OTARIOS

16 comentários

1 de 2
Última