Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

15 de Novembro de 2014, 13h:02 - A | A

POLÍTICA / R$ 2 MI PARA APROVAR CONTAS

Daltinho diz que vai processar Eder Moraes por acusação na Ararath

Éder diz que precisou pagar R$ 2 milhões para que Daltinho emitisse parecer favorável à aprovação das contas do Governo do Estado em 2009, referente às contas de 2008

ANA ADÉLIA JÁCOMO
DA REDAÇÃO



Deputado estadual por dois mandatos, o presidente regional do Solidariedade (SD), Adalto de Freitas, o Daltinho, afirmou ao RepórterMT que acionou sua equipe jurídica para processar o ex-secretário de Governo Éder Moraes (PMDB). 

Ocorre que parte do depoimento prestado por Éder ao promotor Roberto Turin, do Ministério Público, vazou na imprensa. No documento, Éder diz que precisou pagar R$ 2 milhões para que Daltinho emitisse parecer favorável à aprovação das contas do Governo do Estado em 2009, referente às contas de 2008. Leia mais AQUI.

“Eu já falei para o meu advogado colher essas declarações que o Eder fez, pra verificar qual a medida cabível que podemos tomar, porque qualquer declaração nesse sentido, envolvendo meu nome, o mínimo que vai receber é uma ação ‘na cabeça’. Tem que provar, mostrar qual foi a empresa que pagou, falar que conta foi essa que eu aprovei em troca de dinheiro”, disse Daltinho.

RepórterMT

35354

Daltinho reagiu sobre depoimento de Eder no MPE e diz que vai abrir processo na Justiça


Para o suplente de deputado, o depoimento de Éder e o Estado de Mato Grosso são uma “piada”. Daltinho declarou que não é “corretor e nem achacador”. Oriundo da região do Vale do Araguaia, Daltinho é empresário no ramo de pecuária e motociclismo em Barra do Garças-MT, e, segundo ele, há mais de 30 anos atua no setor sem nunca ter vendido “um parafuso” para o Poder Público. Ele considera que o Estado não merece receber crédito da iniciativa privada.

“Nunca pedi comissão para aprovar qualquer emenda ou conta. Nunca atuei nessa prática, não sou corretor e nem achacador de Governo, empreiteiras ou quem quer que seja. Isso parece uma piada. Esse Estado é uma piada. Mato Grosso é uma piada. Tenho uma empresa há 30 anos, no mesmo endereço, no mesmo ramo e desde quando comecei, nunca admiti vender para órgão público porque avalio que o não merece crédito”, completou ele.

OUÇA ÁUDIO DA ENTREVISTA COM DALTINHO

Rogando praga

Daltinho não fez questão de esconder seu rancor em relação as declarações de Éder e até mesmo contra o governo de Silval Barbosa (PMDB). Ex-membro do PMDB, deixou o partido para capitanear o recém-criado Solidariedade. Deu apoio a José Riva (PSD) na campanha frustrada ao Governo do Estado este ano e seu patrimônio declarado passa dos R$ 10 milhões.

Quem é Eder Moraes para falar de mim? Vê de onde veio o patrimônio dele, e veja de onde vem o meu

Ele afirmou que Éder não tem moral para falar do patrimônio adquirido por ele, e chegou a desejar torcida para que o governador eleito Pedro Taques (PDT) realize uma verdadeira assepsia na máquina pública, que, segundo ele, está cheia de “artistas da Globo”.

“Quem é Eder Moraes para falar de mim? Vê de onde veio o patrimônio dele, e veja de onde vem o meu. Estou torcendo, mas torcendo muito, para o Taques fazer 10% da assepsia que ele falou que ia fazer. Eu torço, torço mesmo. Agora tem que chegar nos ‘artistas da Globo’ que tem ai”, disse Daltinho.

Leia mais sobre o assunto:

Eder acusa Daltinho de pedir 'comissão' de R$ 2 mi para aprovar contas

Investigado pela PF, Daltinho banca campanha e gasta R$ 1,5 milhão; mesmo valor que aparece em lista

Comente esta notícia