Cuiabá, 31 de Janeiro de 2023
logo

04 de Dezembro de 2014, 09h:48 - A | A

POLÍTICA / ORÇAMENTO 2015

Com seis meses de atraso, deputados chegam a um acordo e aprovam LDO

A LDO aprovada conta com várias mudanças da proposta original, principalmente no que diz respeito aos orçamentos das Secretarias de Saúde e Segurança Pública.

MARCIA MATOS
DA REDAÇÃO



Após muito mistério e discussão, os deputados estaduais aprovaram na noite desta quarta-feira (03) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que deveria ter sido aprovada há quase seis meses, conforme o previsto, já que o prazo legal para sua aprovação era até o dia 30 de junho.

A LDO aprovada conta com várias mudanças da proposta original, principalmente no que diz respeito aos orçamentos das Secretarias de Saúde e Segurança Pública.

Incluindo as alterações solicitadas pelo governador eleito Pedro Taques (PDT), foram apresentadas 76 emendas pelos deputados estaduais, sendo 51 aprovadas e 25 rejeitadas em plenário.

Entre as mudanças solicitadas por Taques, estaria a intenção de iniciar já em seu primeiro ano de mandato a construção do Hospital Estadual para cumprir sua promessa de campanha.

Na manhã desta quarta-feira (3),  um grupo de deputados passou a manhã às “portas trancadas” debatendo as alterações no orçamento do Estado. Até mesmo a sessão matutina acabou sendo suspensa, por falta de quórum em plenário, assim que entraram em consenso a proposta foi levada para a aprovação do governador Silval Barbosa (PMDB). 

A LDO e a LOA estabelecem diretrizes orçamentárias dos recursos públicos e em todas as secretarias de Estado, como por exemplo, encaminhar 25% do duodécimo à Educação, e 12% à Saúde Pública.

Comente esta notícia