facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 13 de Junho de 2024
13 de Junho de 2024

29 de Maio de 2024, 18h:18 - A | A

POLÍCIA / DESPEDIDA

Sargento da PM assassinado com tiro na cabeça é velado na Capela Jardins

Na manhã desta quinta-feira (30), às 8h, será feito um cortejo em direção ao Cemitério Parque Bom Jesus, e o sepultamento está previsto para às 9h.

THIAGO STOFEL
DO REPÓRTER MT



O velório do sargento Odinei Alves, de 46 anos, começou no início da noite desta quarta-feira (29), na Capela Jardins, em Cuiabá, e deverá seguir por toda a madrugada. Antes de ser aberto ao público, houve um momento reservado para a família se despedir do militar.

No local estão presentes familiares, amigos e companheiros de farda, que chegam, se despedem e vão embora muito emocionados. Na manhã desta quinta-feira (30), às 8h, será feito um cortejo em direção ao Cemitério Parque Bom Jesus, e o sepultamento está previsto para às 9h.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“Odenil, como companheiro de farda, era um cara sensacional, sempre muito dedicado e confiável, trabalhador. Não à toa temos tanta gente vindo prestigiar ele. O legado que ele deixa é isso, muito comprometimento, honrar a farda. Hoje em dia é tão efêmero alguém gostar de uma instituição, mas ele sempre honrou muito. E a gente está aqui como instituição para prestar uma última homenagem a ele”, disse o Major Diego Guindam à imprensa.

Leia mais - Morre sargento que foi baleado na cabeça em frente da Upa Morada do Ouro

O policial foi assassinado com um tiro na cabeça na tarde dessa terça-feira (28) em frente à UPA da Morada do Ouro. O militar chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), mas não resistiu à cirurgia.

Thiago Stofel - RepórterMT

Velório Odenil Alves

 

Leia mais - Comandante da PM defende que assassino de policial tenha prisão perpétua

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alexandre Mendes, ordenou que seja realizada uma “caçada sem precedentes”, empregando as forças de elite da PM. O governador Mauro Mendes (União Brasil) e o secretário de Segurança Pública, Cézar Roveri, lamentaram a morte do policial e classificaram o crime como “covarde”.

Até o momento, o autor do disparo não foi encontrado. 

Comente esta notícia