Cuiabá, 27 de Novembro de 2022
logo

18 de Novembro de 2016, 09h:20 - A | A

POLÍCIA / ENCONTRADOS EM ESTADO DE PUTREFAÇÃO

Rastreador de carro roubado leva Polícia até quadrilha que torturou e assassinou casal

Seis foram presos por serem acusados de matar e roubar o carro do casal Elisabete Macedo Braga de Oliveira e Manoel Messias dos Santos. Os corpos das vítimas, com as mãos amarradas, foram encontrados em estado de decomposição em Várzea Grande.

DA REDAÇÃO



Seis bandidos acusados de torturar e assassinar um casal de pedreiros, no bairro Nova Várzea Grande, foram presos no início da noite desta quinta-feira (17), em ação conjunta da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos de Veículos Automotores (Derrfva), Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Gerência de Operações Especiais (GOE), com apoio do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer).

A quadrilha formada por Davi Marcelo Félix, Jonathan Wender Peixoto dos Santos, Steven Adams dos Santos Eugênio, Luiz Antônio de Assunção, conhecido por “Fiote”, Marlon Henrique da Silva e Jando dos Santos Moraes Junior foi presa no bairro Jardim Vitória, em Cuiabá. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

De acordo com a Polícia Civil, os criminosos são autores da morte do casal, localizado na manhã de quarta-feira (16), em uma casa, na qual as vítimas trabalhavam na reforma. No local, os policiais encontraram uma mulher, identificada por Elisabete Macedo Braga de Oliveira, 45, e Manoel Messias dos Santos, 48, amarrados em um dos quartos da casa. Os corpos já estavam em estado de decomposição.

Além de matar, os bandidos roubaram o veículo Fiat Strada  branco de Elisabete. Foi por meio do veículo, que tinha rastreador, que os policiais iniciaram as diligências chegando até Davi Marcelo Félix, que trafegava, com o carro roubado, pela região do CPA IV. Ao ser detido, ele informou aos investigadores que havia pegado emprestada Strada de quatro pessoas.

Todos foram autuados em flagrante por crime de latrocínio, na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores.

HISTÓRICO CRIMINAL

O preso Steven Adams dos Santos Eugênio,  é o mesmo que, para roubar uma pistola, assassinou o vigilante do Hotel Paiaguás, na Avenida do CPA. O latrocínio de Cícero Félix da Silva, 41, no dia 10 de fevereiro de 2016. Na ocasião, três bandidos armados abordaram o segurança e sem dar qualquer chance de reação, efetuaram dois disparos de arma de fogo que atingiram a região do tórax e do pescoço da vítima. Os dois comparsas foram presos logo após o crime.

Após a prisão, os acusados foram encaminhados à Delegacia de Homicídios para cumprimento de mandado de prisão contra Steven Adams dos Santos Eugênio,  que além da morte do vigilante também responde  pelo assassinato de Rogers Tiago Conceição, ocorrido no dia 12 de setembro de 2016, no bairro Santa Helena, em Cuiabá. A vítima foi morta por dois tiros em uma praça do bairro.

Leia também:

Bandidos invadem para assaltar, seguranças reagem e um é baleado; veja vídeo do tiroteio

Presos em Sorriso latrocidas que mataram vigia; veja vídeo

Comente esta notícia

Rondon 13 20/11/2016

Passa fogo nossas pragas, antes que prolifere....

Marizan 18/11/2016

Tem que colocar a ficha criminal de todos até deste monstro do jando dos santos que matou o fretista do posto free na Av do Cpa ( lourival serafim morreu sem ter meios de defesa) Esse monstro é pistoleiro, Matou um pai de família que estava trabalhando!

Heitor Siqueira 18/11/2016

Excelente atuação da policia civil, que agiu de forma conjunta de suas forças DHPP, DERFVA, GOE e CIOPAER. PARABÉNS!!!!

18/11/2016

Parabéns aos policiais que mais uma vez contra todas as adversidades prenderam estes bandidos de alta periculosidade..

Mayara 18/11/2016

Como que uma praga dessa ainda está viva!!!

marcelo 18/11/2016

Meu deus como um cara desse ainda ta solto! tem que prender o juiz que soltou ele!

6 comentários

1 de 1