facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 24 de Maio de 2024
24 de Maio de 2024

08 de Novembro de 2010, 16h:51 - A | A

POLÍCIA /

Pagot vai a Natal para acompanhar investigações da PF contra o DNIT



De Brasília - Vinícius Tavares

O diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, foi pessoalmente a Natal (RN) para acompanhar as investigações da Polícia Federal, através da operação Via Ápia, sobre suposta irregularidade cometida na superintendência do Dnit naquele Estado.

Segundo a assessoria do Dnit, Pagot viajou acompanhado do corregedor do órgão Augusto Cesar de Souza. Ambos participaram de reuniões com órgãos de controle e colocaram-se à disposição das autoridades. A investigação corre em segredo de justiça.

No último sábado a Justiça Federal decretou a prisão preventiva de Gledson Maia, sobrinho do deputado federal João Maia (PR) e superintendente substituto DNIT. De acordo com a PF, ele era apontado como um dos envolvidos no esquema de desvio de verba referente ao lote II da duplicação da BR-101, que compreende 60 km da obra.

Também foram presos o superintendente Fernando Rocha e um agente de fiscalização do departamento, além de um empresário do Paraná e três pessoas ligadas ao consórcio Constran/Galvão/Construcap, contratado pelo DNIT a para execução das obras.

Até o momento foi contabilizado o prejuízo de R$ 2 milhões, mas esse valor pode chegar a R$ 6 milhões. Os representantes dos órgãos destacaram que os 60 km de obra na BR-101 correspondem a 30 km de ida e 30 km de volta. O orçamento inicial era de R$ 172 milhões, mas foi alterado seis vezes, chegando a R$ 212 milhões.

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

 

Comente esta notícia