Cuiabá, 15 de Agosto de 2022
logo

16 de Setembro de 2021, 18h:10 - A | A

POLÍCIA / TUMULTO EM VG

Manifestantes "prendem" secretários de Educação em gabinete; PM negocia

MÁRIO ANDREAZZA
DA REDAÇÃO



Os secretários de educação de Várzea Grande, Silvio Fidélis, e o estadual, Allan Porto, foram mantidos "presos" dentro da secretaria municipal, no fim da tarde desta quinta-feira (16), por servidores municipais que estão protestando no contra o fechamento de escolas.

A Guarda Municipal e Polícia Militar estiveram no local negociando com os manifestantes a ‘soltura’ dos secretários.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em contato com o , o oficial do dia da Guarda Municipal informou que a situação foi controlada com “diálogo”.

Os manifestantes eram comandados por pessoas ligadas ao Sintep-MT. Eles cobravam explicações do secretário de estado de Educação, Allan Porto, explicações sobre o possível fechamento de uma unidade de ensino no município.

A manifestação aconteceu em VG pelo fato de ser o local onde os dois secretários se reuniam. Não houve prisões ou registro de ocorrência.

Matéria atualizada às 20h40.

Comente esta notícia

Laura Rocha 16/09/2021

Boa noite!! Um absurdo como essa mídia maldosa, coloca os profissionais da educação, como se fossemos bandidos, engraçado que em outros setores, como bancários e outras ,fazem greve estão reivindicando seus direitos, quando os profissionais da educação fazem isso, somos taxados de vagabundos, que não gostamos de trabalhar entre outros absurdos que ouvimos... Inclusive nada disso aconteceu, e quando reivindicamos nossos direitos, estamos defendendo inclusive os direitos dos alunos, sem escola sem sala de aula sem professor e sem escola para comunidade. Mais respeito por favor .

Zé Trovão 16/09/2021

Acuados porque não queriam conversar com a comunidade escolar. Falta de coragem pra falar que vai fechar porque não se importam com a educação de jovens e adultos.

May 16/09/2021

Professores se humilhando para terem as portas das escolas abertas...Que triste,políticos querendo elas fechadas.

Edenilce Fátima 16/09/2021

Ele não saiu porque não quis. Queríamos que ele falasse sobre o fechamento das escolas. Fechar uma escola tradicional como Licínio Monteiro para virar viagem de ônibus? Queríamos respostas apenas.

Maria 16/09/2021

Que isso hein?? Tratar servidores dessa forma. Eita mídia!!!!

DANÚBIA 16/09/2021

O secretário não foi preso e muito menos a polícia teve que fazer negociação para soltá-lo, pois ninguém o manteve em cárcere privado. Só queríamos uma explicação dele sobre a municipalização de algumas escolas estaduais, sem haver uma consulta das comunidades escolares em questão. Ele chamou a polícia porque não tem respeito com os alunos e profissionais da educação.

6 comentários

1 de 1