facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

29 de Novembro de 2022, 15h:58 - A | A

POLÍCIA / VINGANÇA APÓS SEPARAÇÃO

Mãe e filho armam emboscada e roubam R$ 70 mil de ex-marido

O grupo foi preso e confessou ter jogado parte do dinheiro no rio; R$ 28 mil foram recuperados

DO REPÓRTER MT



Quatro pessoas foram presas na madrugada desta terça-feira (29), no bairro Village, em Sorriso (420 km de Cuiabá), após furtarem R$ 70 mil e várias peças de mega hair. Segundo informações, o crime foi motivado porque a ex-mulher da vítima estava insatisfeita com a divisão de bens durante a separação. Os criminosos, todos membros da mesma família, responderão por formação de quadrilha, furto e ameaça.

De acordo com a Polícia Militar, o homem teria saído de casa às 16h e, quando retornou, encontrou a porta do quarto arrombada. Segundo ele, uma bolsa com R$ 70 mil e algumas peças de aplique de cabelo, também conhecidos como mega hair, teriam sido furtados. Os apliques foram levados devido ao seu alto valor no mercado, segundo ele.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Em diligência, os militares identificaram que o grupo revirou alguns cômodos da casa, mas não levou outros objetos de valor da vítima, como notebook e objetos eletrônicos. Segundo informações, o crime foi cometido pela ex-esposa e seu atual companheiro, com a ajuda do filho e da nora da vítima.

Aos policiais, a nora confessou o crime e afirmou que a sogra havia planejado todo o plano, porque, segundo ela, não estaria satisfeita com a divisão de bens durante o processo de separação da vítima. Então, iriam simular uma invasão com o arrombamento da residência e furtar o homem, uma vez que ela sabia que o ex-marido possuía a quantia em dinheiro guardada em casa. A intenção era dividir a quantia entre os quatro.

Durante a prisão R$ 28 mil em espécie e diversos mega hair foram encontrados na casa da ex-mulher e no carro do filho da vítima. O restante da quantia subtraída do homem, cerca de R$ 40 mil, teria sido colocado em uma mochila e jogado em uma ponte na MT-242. A vítima também teria sido ameaçada por causa da denúncia.

O bando foi preso em flagrante e encaminhado a delegacia e devem responder por formação de quadrilha, furto e ameaça.

Comente esta notícia