Cuiabá, 02 de Dezembro de 2022
logo

18 de Dezembro de 2016, 07h:00 - A | A

POLÍCIA / MISTÉRIO DA BLITZ

Jovem desaparece após ser abordado pela Polícia Militar em MT

Ronaldo Cunha, 25, está desaparecido desde o último dia 13. Uma testemunha contou que o rapaz foi levado em uma viatura

LUIS VINICIUS
DA REDAÇÃO



Em campanha pelas redes sociais, amigos e familiares buscam encontrar Ronaldo Vargas da Cunha, 25, que desapareceu na última terça-feira (13), após ser visto em  abordagem da Polícia Militar, no bairro Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Rosário Oeste (130 km ao Norte de Cuiabá).

Segundo a namorada, Joice dos Santos, Ronaldo é morador da cidade de Jaciara (147 km ao Sul da Capital) e estava em Rosário morando com a avó.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Na noite de terça-feira (13), ele foi de bicicleta à casa de um amigo para baixar jogos da internet e mandar mensagens para a namorada. No entanto, desde esse dia, ele nunca mais foi visto.

No mesmo dia, por volta das 23 horas, Ronaldo ligou para a namorada, mas a ligação caiu. Em seguida, Joice retornou mas a ligação caiu na caixa postal. 

Sem se preocupar, Joice disse que não ligou novamente e resolveu ir dormir, supondo que o namorado estivesse ocupado.

“Após a ligação cair, eu tentei ligar novamente, mas o celular dele estava desligado. Pensei que ele iria mandar mensagem no dia seguinte [quarta-feira], porque ele sempre mandava mensagens para eu ligar para ele no período da manhã. Só que eu não recebi nenhuma mensagem dele e, quando ligava no seu celular, caía na caixa postal. Aí eu comecei a ficar a preocupada”, disse Joice ao .

A namorada contou ainda que, por volta das 12 horas de quarta-feira (14), um amigo de Ronaldo entrou em contato com ela e disse que ele estava desaparecido.

“Na hora do almoço, um amigo dele entrou contato comigo perguntando sobre ele. A partir de então, começamos a sair à procura, só que até hoje não conseguimos encontrá-lo”, completou.

A garota disse que, na quinta-feira (15), começou a procurar Ronaldo pelas ruas da cidade e por meio de posts em redes sociais.

“Quando estávamos procurando por Ronaldo, uma mulher disse que ele estava indo para casa, em sua bicicleta, quando foi abordado por uma viatura da Polícia Militar. Ela nos contou que um policial conhecido por Djalma colocou Ronaldo na viatura e seguiu rumo à BR-163. Eles deixaram a bicicleta dele lá no local. Eu queria saber onde está meu namorado”, afirmou.

Após receber a informação da testemunha, Joice disse que chegou a procurar a Polícia para saber o paradeiro de Ronaldo.

“Após a mulher nos falar sobre a última vez em que ele foi visto, procuramos um posto da PM para sabermos informação sobre Ronaldo. No entanto, eles não souberam informar o paradeiro dele. Disseram ainda que o caso nem chegou à mão do delegado. Isso é inexplicável. Como o meu namorado some assim? A Polícia serve para nos proteger e não para sumir com as pessoas. Registramos um boletim de ocorrência e esperamos que ele apareça o mais rápido possível”, disse.

Joice contou ao que Ronaldo não tinha passagens pela Polícia e que nunca se envolveu em crimes.

“Meu namorado é honesto. Ele estava desempregado, mas não tem passagens pela Polícia. Ele nunca sumiu desse jeito. Sempre nos deu informação de onde ele estava. Espero que as autoridades possam dar um parecer sobre o meu namorado”, completou.

Quem tiver qualquer informação pode entrar em contato com a família através do telefone (65) 99928-5872.

Outro lado

O Comando da Polícia Militar, por meio da assessoria de imprensa, informou que vai abrir uma sindicância interna para apurar o caso.

Em nota, a corporação disse que ainda aguarda a formalização da denúncia por parte da família de Ronaldo Cunha.

Comente esta notícia

Edmir Firmino De Souza 27/12/2016

Antes de julgarem qualquer tipo de situações em rede social , pensem bem, esse que dis trabalhar no ministério público no mínimo é estagiário primeiro semestre. A polícia quando quer limpar jamais vai usar uma viatura ainda mais numa cidade pequena onde todos conhecem. Agora que Rosário precisa de uma limpeza geral isso precisa .

steve 21/12/2016

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

stive 20/12/2016

COMO O POVO GOSTA DE FALAR MAU DA PM... NEM SABE SE FOI PM MESMO... A PM TINHA QUE PARAR DE AJUDAR ESSA SOCIEDADE HIPOCRITA... DEIXAR ESSE POVO SE FERRAR...

THIAGO COSTA 19/12/2016

essa situação tem que ser apurada pela corregedoria da policia militar do estado de Matogrosso é um caso muito sério, como um ser humano jovem pode sumir depois de uma abordagem policial o que estar acontecendo com os operacionais militares desta cidade. a PM o poder publico tem que dar resposta sobre este caso trata de uma vida um ser humano. eu não o conheço mais nada justifica o sumiço deste rapaz depois de uma abordagem policial...

VerdComment 19/12/2016

Simóseo - vc deve ser noiado....vc não entendeu nada seu zé....apenas uma mulher viu ou teria visto ou talvez a teria sido abordado pela uma VIATURA...jovem tem vários carros parecido com o da Policia por causa disto não tem como saber de inicio se realmente foi abordado por policias na viatura...antes de ficar com mimimi....devemos é ficar revoltados é com Criminosos....matam e roubam...esse rapaz e nóia....

Simóseo 19/12/2016

Por esses e outros motivos que a população consciente não gosta da Polícia Militar, é típico deles mexerem com pessoas de bem quando deveriam estarem preocupados em combater a bandidagem. É típico e característico deles também fraudarem boletins de ocorrências, ameaçarem as pessoas especialmente as pessoas mais simples e humildes num total desrespeito as leis, e quando um desses malditos milicos erram contam com o corporativismo dos colegas! Deveria sempre que se instaura um PAD contra um deles ser formados por funcionários de outras entidades, OAB, etc. Quero avisar que antes de me ameaçarem que sou consciente dos meus direitos, vocês são pagos para defender a sociedade e não representar perigo as pessoas de bem, se não estão satisfeitos desocupem a moita, sou funcionário do Ministério Público Estadual e tenho a incumbência de fiscalizar os atos e Boletins de Ocorrências!

VerdComment 19/12/2016

uma mulher disse que ele estava indo para casa, em sua bicicleta, quando foi abordado por uma viatura da Polícia Militar.......Essa mulher não sabe nem dar informação.......este rapaz pode mexer com a petéquinha sim...noiado.....não ter passagem pela policia não significa que o kara não seja ruim....

Willians 18/12/2016

Moro em Jaciara-MT e não lembro desse rapaz aí. Acredito em erro do repórter, pois nas redes sociais ouvi dizer que ele era de Jangada/MT.

Ellielson Rodrigues de Barros 18/12/2016

Ronaldo é meu amigo d infancia espero q ele apareca... Policia é covarde força pa familia

Mary amaral 18/12/2016

Muito estranho essa história né .potem e só descobrir quem estava de serviço no dia 13 /12 .q se chega rapidinho em alguma conclusão.como alguém entra numa viatura da Polícia Militar e some assim do nada ???

11 comentários

1 de 2
Última