Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

16 de Dezembro de 2017, 09h:45 - A | A

POLÍCIA / EXECUTADO A TIROS

Governo anuncia força-tarefa para encontrar assassinos de prefeito de Colniza

Secretaria de Segurança informou que policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá já se deslocaram para o município para ajudar na investigação.

RAFAEL DE SOUSA
DA REDAÇÃO



O Governo do Estado anunciou, por meio de nota, na noite desta sexta-feira (15), que a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) montou uma força-tarefa integrada pelas Polícias Civil e Militar para atuar nas buscas dos assassinos do prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes, mais conhecido como Vando Colnizatur, executado a tiros dentro do próprio carro na Avenida 7 de Setembro, por volta de 18h30 desta sexta-feira.

De acordo com a Sesp, a segurança no município já havia sido reforçada dias atrás, mas, mesmo assim, policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá se deslocaram para o município para ajudar na investigação.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

“O efetivo policial já estava reforçado na cidade em razão da operação de final de ano e os policiais já estão fazendo as diligências. Além do efetivo da PM e da Polícia Civil, os setores de Inteligência também estão nas buscas pelos criminosos”, informou o secretário de Segurança, Gustavo Garcia.

Além disso, “o governador Pedro Taques, o secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Cunha e o delegado-geral da Polícia Judiciária Civil, Fernando Vasco, também vão ao município acompanhar as buscas e as investigações”, destaca ainda trecho da nota.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, também acompanha o andamento das investigações.

O crime

Vando Colnizatur foi assassinado a tiros dentro da própria caminhonete, uma Toyota SW4. Informações da Polícia Militar apontam que o prefeito estava na Avenida 7 de Setembro juntamente com a mulher dele e um secretário quando um motorista em um carro, ainda não identificado, se aproximou da caminhonete do político e começou a atirar.

Os tiros atingiram o prefeito que morreu na hora.

A PM destacou ainda que um secretário, que não teve o nome revelado, também foi atingido pelos disparos e está internado em um hospital da cidade. 

Vando venceu as eleições em outubro do ano passado com 5.070 votos o que representou uma diferença de 22 votos do segundo colocado Miltinho (4.843). O político estava em seu primeiro mandato de prefeito.

Veja nota na íntegra:

Policiais militares e civis da região Noroeste de Mato Grosso atuam na busca dos assassinos do prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes, que foi morto a tiros na Avenida 7 de Setembro nesta sexta-feira (15.12), por volta de 18h30. Policiais da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cuiabá, vão se deslocar ao município para ajudar na investigação.

O governador Pedro Taques, o secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, o comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Marcos Cunha e o delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Fernando Vasco, também vão ao município acompanhar as buscas e as investigações.

“O efetivo policial já estava reforçado na cidade em razão da operação final de ano e os policiais já estão fazendo as diligências. Além do efetivo da PM e da Polícia Civil, os setores de inteligência também estão nas buscas pelos criminosos”, informou o secretário de Segurança.

O governador Pedro Taques conversou com o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) sobre as medidas tomadas pelas forças de segurança e o presidente da entidade Neurilan Fraga vai acompanhar as investigações.

De acordo com as informações preliminares da Polícia Militar, além do prefeito, também estava na caminhonete o secretário municipal de Finanças, que também foi baleado e está internado em um hospital da cidade. O assassino estava em outro veículo, atirou contra as vítimas e fugiu em seguida.

Comente esta notícia

alexandre 16/12/2017

De mídia, quando é rico, o governo se importa.

1 comentários

1 de 1