facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 20 de Junho de 2024
20 de Junho de 2024

30 de Outubro de 2022, 11h:16 - A | A

POLÍCIA / CRIME ELEITORAL

Dois são presos após filmarem voto para presidente em MT

As ocorrências foram registradas em Várzea Grande e em Rondonópolis.

JOÃO AGUIAR
DO REPÓRTER MT



Um homem e uma mulher foram presos na manhã deste domingo (30), após usarem os celulares para filmar o voto durante o 2º turno das eleições presidenciais, em Mato Grosso. As ocorrências foram registradas em Várzea Grande e em Rondonópolis.

Em Várzea Grande, conforme a Guarda Municipal, uma mulher, identificada pelas iniciais T.C.F., foi detida na Escola Estadual Dante de Oliveira, no bairro José Carlos Guimarães.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Segundo a Guarda, a presidente da sessão percebeu que a mulher estava demorando para votar e, quando foi verificar o que havia acontecido, viu a eleitora com o celular na mão, filmando seu voto. Ela foi detida e encaminhada para a delegacia.

Leia também

Eleitor é impedido de votar em Cuiabá ao descobrir que voto já estava registrado

O outro caso foi registrado em Rondonópolis, na Escola Domingos Aparecido, no bairro Conjunto São José. O homem, que não foi identificado, filmou seu voto e confessou o ato ao presidente da sessão. Ele foi detido e o celular apreendido.

De acordo com a lei eleitoral, fotografar ou filmar o voto é crime eleitoral sujeito a multa de até R$ 15 mil e até mesmo ser preso, com pena de até 2 anos.

Comente esta notícia