facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

25 de Setembro de 2017, 12h:28 - A | A

PODERES / COMPRA COLETIVA

TJ condena Groupon por propaganda enganosa em itens à venda

FLÁVIA BORGES
DA REDAÇÃO



O desembargador João Ferreira Filho, da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, manteve a condenação da empresa de compra coletiva Groupon ao pagamento de R$ 15 mil, a título de danos morais, à empresa Quadros & Quadros Ltda.

Conforme a assessoria jurídica da Quadros e Quadros, o Groupon  promoveu “publicidade distorcida daquilo que se contratou (Contrato de Parceria de Produtos e Serviços)”, ou seja, um pacote promocional para realização de festa infantil, tentando transferir para a requerente o ônus de seus equívocos.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A divulgação publicitária dizia que o pacote promocional incluía bolo, doces, salgados, bebidas, hot-dog, picolés, brinquedos (pula-pula e cama elástica), além de “monitor e coordenador”, itens assim descritos como integrantes do pacote festivo promocional ofertado pela Quadros & Quadros.

Contudo,  ao fazer a divulgação do pacote ofertado,  O Groupon acrescentou  “bolo temático”, monitores (quando o avençado era a presença de apenas um monitor) e mais “piscina de bolinhas, gerando, assim, divergência entre a oferta promocional do produto estampado no site.

“As reclamações no Procon e também aquelas constantes na web, mais precisamente, aquelas inseridas no site www.reclameaqui.com.br, contendo comentários desabonadores a respeito da atuação profissional da empresa, sobretudo quanto ao descumprimento do contrato, provocaram real abalo à imagem perante a sociedade e à clientela, com inegável redução de sua credibilidade, admiração e confiabilidade no mercado, já que teve registrada contra si reclamações de violação a direitos do consumidor”, diz trecho da decisão.

 

 

Comente esta notícia