Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

19 de Dezembro de 2017, 07h:00 - A | A

PODERES / PEPINO SOBRE TRILHOS

Taques afirma que deve retomar obras do VLT em março de 2018

O governador Pedro Taques informou que um novo edital de licitação para contratação da empresa que irá concluir as obras, será lançado até fevereiro.

CAROL SANFORD
DA REDAÇÃO



O governador Pedro Taques (PSDB) declarou que as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) devem ser retomadas em março de 2018. Porém, preferiu não colocar prazo para que sejam finalizadas.

“Estamos caminhando para iniciar as obras do VLT em março do próximo ano, mas eu seria leviano se falasse quando o VLT será concluído. Os técnicos dizem que em seis meses é possível que os trilhos cheguem ao Porto e, em junho de 2019, na Igreja do Rosário”, disse Taques.

“Estamos caminhando para iniciar as obras do VLT em março do próximo ano, mas eu seria leviano se falasse quando o VLT será concluído. Os técnicos dizem que em seis meses é possível que os trilhos cheguem ao Porto e, em junho de 2019, na Igreja do Rosário”, disse Taques, em entrevista para a TV Vila Real, nesta segunda-feira (18).

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Um novo edital de licitação para contratação da empresa que irá concluir as obras será lançado pelo Governo até fevereiro. O modelo escolhido de licitação será o Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

Apesar do modelo sofrer críticas, Taques disse que o RDC será o mais adequado para dar continuidade ao VLT.

“O RDC é um instrumento legal e que pode ser usado desde que tenha fiscalização. O trâmite com este modelo é mais célere e nos trará mais segurança para a retomada das obras”, comentou.

Taques explicou que sempre pontuou ser contra o modal, preferindo que tivesse sido mantido o Bus Rapid Transport (BRT). Porém, quando assumiu o Executivo estadual garantiu que terminaria o VLT.

“Vamos buscar a conclusão do VLT, porque não posso jogar fora os R$ 700 milhões que já foram gastos, nos trilhos e na compra dos vagões”, assegurou.

Comente esta notícia

cramulhão 19/12/2017

É bom mesmo.

Davi 19/12/2017

Não bastasse a má gestão,Taques ainda pretende endividar ainda mais o Estado. Teve 3 anos para fazer a obra, agora quer dar esmola com chapéu alheio porque a conta ficará para o próximo governo.

2 comentários

1 de 1