Cuiabá, 02 de Julho de 2022
logo

Quinta-feira, 16 de Junho de 2022, 07h:15 - A | A

“PARA EVITAR PROBLEMAS”

Após denúncia de carona para cantores, Botelho corta avião de deputados em período eleitoral

Esta semana o deputado Thiago Silva foi acusado de transportar dupla gospel para shows no interior do Estado.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (União Brasil) afirmou na manhã desta quarta-feira (15), que vai suspender o uso da aeronave aos deputados no período eleitoral, para evitar "problemas". A decisão veio após o deputado Thiago Silva (MDB) ter sido acusado de uso irregular de avião.

Na segunda-feira (13), uma reportagem exibida pela TV Cidade Verde denunciou que o emedebista teria usado o avião para transportar dupla de cantores gospel, em duas ocasiões no ano passado, sendo uma em Vila Rica e a outra em Primavera do Leste, para shows.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

>>> Receba notícias no Telegram e fique bem informado

Questionado sobre o assunto, Botelho minimizou dizendo que não teria nada que impeça o parlamentar de dar carona a quem quer que seja. Entretanto, resolveu cancelar o uso da aeronave para todos os deputados logo após o recesso legislativo, quando começa de fato o período eleitoral.

"Muitas vezes ele vai pra um local e quer levar um pastor ou algo assim e eu não vejo problema nenhum e nem que vá criar prejuízo. Agora a aeronave é para uso do deputado em serviço o que não pode é usar apenas pra isso (levar alguém em algum lugar). A casa nem tem como fazer esse tipo de investigação, mas exigimos é que a aeronave esteja com o deputado. Mas vou me inteirar disso certinho para ver o que será feito", disse.

"Os deputados que me perdoem, mas esse período é muito problemático, quem quiser tem que pagar com recursos próprios, porque não vamos liberar mais. Acabando o recesso, voltou, não vai mais ter aeronave pra ninguém", finalizou.

Leia também

Veja como votaram deputados de MT em sessão que aprovou ICMS de 17%

Comente esta notícia

Afonsão 16/06/2022

É muita mordomia!!! Os políticos teriam q ter o q o cidadão comum e de bem tem, nada mais. É muita verba, carros, auxílios, ninguém aguenta mais!!

1 comentários

1 de 1