Cuiabá, 02 de Outubro de 2022
logo

19 de Novembro de 2013, 22h:00 - A | A

PAPO RETO / 12 IRREGULARIDADES

Zaeli e Maninho de Barros têm as contas reprovadas pelo TCE

As irregularidades foram apontadas pelo TCE e os ex-prefeitos tiveram a oportunidade de apresentar defesa diante das denúncias, inicialmente foram apontadas 13 irregularidades

ALINE FRANCISCO
DA REDAÇÃO



Os ex-prefeitos de Várzea Grande Tião da Zaeli (PSD) e Maninho de Barros (PSD) tiveram as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) após decisão unanime dos conselheiros. De acordo com o relatório, 12 irregularidades foram encontradas nas contas apresentadas pelos dois prefeitos nas gestões do ano de 2012, cinco em caráter gravíssimo, três graves, e quatro sem classificação conforme resolução normativa do Tribunal. Segundo o relator das contas, Valter Albano, três irregularidades se repetiram nas contas de Tião e Maninho. “Três são comuns na gestão dos ex- prefeitos referrem-se ao descumprimento na aplicação de recursos na manutenção e desenvolvimento do ensino, na remuneração do magistério com base no Funbed, e a contração de despesas nos dois últimos quadrimestres sem disponibilidade financeira”, explicou o conselheiro durante a leitura do documento.

As irregularidades foram apontadas pelo TCE e os ex-prefeitos tiveram a oportunidade de apresentar defesa diante das denúncias, inicialmente foram apontadas 13 irregularidades, mas após reanalise permaneceram os 12 apontamentos. “A Prefeitura descumpriu os percentuais limites relativos as politicas de educação e pagamento de pessoal, cumpriu apenas o percentual destinado a saúde e o repasse de verbas para a Câmara”, disse Albano.

Em sua defesa, Maninho de Barros pediu que as gestões fossem analisadas separadamente, e não toda a administração englobada. Em sua decisão Valter Albano, afirmou que a defesa não deve prosperar, e que as contas foram analisadas separadamente, tanto que os apontamentos se referem individualmente a cada gestão.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia