Cuiabá, 06 de Outubro de 2022
logo

14 de Novembro de 2013, 15h:57 - A | A

PAPO RETO / LUCAS DO RIO VERDE

TRE não vê compra de votos em processo contra Pivetta

DA REDAÇÃO



O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE) rejeitou nesta quinta-feira (13) a acusação por compra de votos contra o prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), e o vice Miguel Vaz (PPS), referente ao pleito do ano passado. A denúncia partiu do Ministério Público Eleitoral e da coligação do candidato derrotado Rogério Ferrarin (PMDB).

A acusação apontava que os candidatos Pivetta e Vaz teriam realizado "uma reunião clandestina na comunidade chácara Bom Jesus e, na presença do prefeito [Marino Franz], prometeram que a água seria instalada no local no prazo de 15 dias". Destacava ainda que "Pivetta teria telefonado da própria reunião para um representante do Serviço de Água e Esgoto para determinar a realização imediata da instalação dos cavaletes de água". Com isso "dias após, começaram as obras de instalação da água no loteamento que era considerado clandestino pela administração, com multiplicação das placas de propaganda com o intuito de "comprar os eleitores".


>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia