Cuiabá, 29 de Novembro de 2022
logo

01 de Dezembro de 2016, 10h:38 - A | A

PAPO RETO / DONO DA DECORLIZ

Empresário culpa servidores pela crise e vira alvo de boicote

DA REDAÇÃO



Dono da rede de lojas Decorliz e presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Mato Grosso (FCDL-MT), o empresário Paulo Gasparotto comprou uma briga sem tamanho com os servidores públicos em geral. No começo da semana, durante uma audiência pública sobre a Reforma Tributária, na Assembleia, ele criticou os servidores públicos, sugerindo que eles são parte responsável pela crise financeira do Estado. O empresário também se revelou contrário ao projeto que iguala a alíquota do ICMS para o setor do comércio.

A resposta foi imediata: em nota, a presidente do Sindicon (Sindicato dos Conciliadores de Defesa do Consumidor do Estado de Mato Grosso), Cristiane Vaz, disse que Gasparotto estaria indignado por ter suas empresas excluídas do Prodeic (Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso). "(...) De toda forma, sugiro - ou melhor, conclamo - todos os servidores públicos a não realizarem compras, especialmente no Natal, na loja Decorliz, pois, na iminência de termos nossos salários congelados, devemos gastar nosso suado e digno salário com empresas que respeitam a nossa condição de trabalhadores", diz um trecho da nota.

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

Eneias 05/08/2018

Mal gestor, não sabe atender clientes, FDP. Vai falir em breve!

Zé Guaporé 09/12/2016

Nunca servidores públicos de MT compraram na DECORLIZ. As lojas só vendem produtos de primeira linha e por isso caros! A não ser servidores da justiça e MP que ganham muito bem, ou do primeiro escalão do governo. Mas esses são comissionados. Logo o suposto boicote em nada atingirá as vendas da empresa.

Mara 04/12/2016

Que absurdo! É muita hipocrisia culpar os servidores pela incompetência desse governo!

Maria Moraes 02/12/2016

Não sou servidora do Estado. Sempre comprei nas lojas da decortiz, contudo, depois dessa afronta aos servidores públicos estaduais, decidi que nem na porta passarei. Se você empresário soubesse que o problema de MT para chegar à essa crise financeira se deve, principalmente, à não cobrança de imposto das empresas, como a sua, e a isenção de impostos pelos produtores de soja, do agronegócio desde à época de Maggi. Espero que o governo volte a cobrar as empresas para melhorar a economia. Dizer que o funcionário não faz nada, informo - lhe que o movimento do trabalhador se deve ao programa de governo para o Estado.

Lene 02/12/2016

Nos servidores públicos temos a nos unir,não iremos comprar nada nessa loja....#boicote

Paulistana 02/12/2016

Não sou servidora pública,nao sou matogrossense,vivo aqui,trabalho aqui,entao tenho maior respeito por Cuiabá e região e junto -me aos senhores neste boicote à essa loja de ricos q ainda não entendi como consegue sobreviver vendendo tudo a preços tão abusivos . #contecomigo.

Matogrossense 02/12/2016

Eu ganho tão pouco trabalhando para o governo estadual e o salário vai ficar congelado, como comprarei alguma coisa lá?? Com certeza os melhores clientes dele são os beneficiados nos esquemas de corrupção que ocorrem nos bastidores das secretarias estaduais

Geiseli Pinto De magalhaes 01/12/2016

Sim ao boicote a Decorria.... respeito é bom e eu gosto......A partir de hoje tá decretado, nunca mais essa loja verá meu dinheiro.

Catarina 01/12/2016

Pessoal!!!! A loja nem é dele. É da esposa. É um idiota.

Lucia 01/12/2016

Todos os servidores da minha Autarquia ja preparam o BOICOTE entre seus familiares...Comerciante empresario que não respeita seus clientes servidores públicos não merece nosso suado dinheiro...#Boicote.

16 comentários

1 de 2
Última