facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 15 de Julho de 2024
15 de Julho de 2024

19 de Novembro de 2022, 12h:01 - A | A

PAPO RETO / CRITICOU "TORCEDORES"

Dirigente cobra mais respeito: "Cuiabá não é segundo time"

DO REPÓRTER MT



"Cuiabá não deve ser tratado como segundo time". A frase é do vice-presidente do Cuiabá Esporte Clube, Cristiano Dresch. Ele lembra que o time é do estado todo de Mato Grosso e que o Cuiabá não deve ser tratado como o segundo time.

O desabafo foi feito em entrevista ao RepórterMT, quando lembrou cenas vistas na Arena Pantanal, em jogos do Campeonato Brasileiro da série A, em que torcedores comemoravam gols de outros clubes, como Flamengo, Corinthians, Palmeiras, mesmo vestindo a camisa do Cuiabá.

“Se a gente quer ser grande, a gente precisa valorizar mais as coisas que são daqui. O Cuiabá gera empregos, movimenta a economia da cidade, em dias de jogos. A gente precisa valorizar mais!”

Nesse sentido ele convoca o os cuiabanos e mato-grossenses a torcer pelo Cuiabá na temporada 2023. 

Nota da coluna: O clube tem que rever a política de ingressos. Colocar entradas a R$ 150,00 e até R$ 300,00 quando vem time grande, também é uma forma de afugentar o torcedor. Fica a dica! 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia

MARLON LUIS LOPES PLASTER 23/11/2022

então o time (diretoria e instituição) e os jogadores devem valorizar o que a torcida faz, p.ex. juntando 10mil torcedores pagando 50 reais em jogos sem expressão só pra comparecer e apoiar. jogadores sequer interagem com torcedores (tirando walter que entregou camisa no fim de um jogo pra torcedora), ninguém sabe do dia a dia, ninguém pode se aproximar, não há ações promocionais, sessão de fotos, etc. fica parecendo que torcedor só serve pra comprar camisa cara, comprar ingresso caro...

positivo
0
negativo
0

1 comentários

1 de 1