Cuiabá, 29 de Janeiro de 2023
logo

27 de Outubro de 2014, 09h:12 - A | A

PAPO RETO / NÓS E ELES

Campanha de 2014 deixa como legado um país dividido

DA REDAÇÃO



Em direção oposta ao discurso da vitória de Dilma Rousseff (PT), que conclamou os brasileiros a se unirem, os militantes do PT que fecharam a avenida Paulista, em São Paulo, para comemorar o resultado da eleição, insistiram na ideia de divisão entre "nós" e "eles" que marcou toda a campanha eleitoral. 

folhapress

choro eleitor

 Eleiitores de Aécio choram após resultado das eleições

Foram muitos os gritos e discursos hostis ao candidato derrotado do PSDB, Aécio Neves, aos tucanos e à mídia ao longo da festa. Emídio de Souza, presidente do PT em São Paulo, iniciou seu discurso no alto do carro de som referindo-se a Aécio: "Perdeu, playboy!". Ele ainda ironizou também FHC: "Ele conhece mais qualquer praça em Paris do que as de São Paulo". 


Francamente, passada a eleição, uma coisa é certa. A campanha de 2014 deixa como legado um país dividido e, agora, pesa sobre a presidente a responsabilidade de buscar a reconciliação para enfrentar os problemas econômicos e políticos que travam o desenvolvimento da nação.

Tais problemas arrebentam com a população, especialmemente a parcela que a presidente tanto diz defender, os mais pobres.  Oxalá, daqui a quatro anos, o país não tenha em seus dicionários os verbos 'cubanizar' ou 'venezuelanizar'. 

Com informações do UOL. 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Comente esta notícia