Cuiabá, 30 de Junho de 2022
logo

Terça-feira, 15 de Novembro de 2011, 13h:19 - A | A

THIAGO ITACARAMBY

O Lula nunca foi do PT

THIAGO ITACARAMBY

Quem é do Partido dos Trabalhadores (PT) põe o dedo aqui que já vai fechar. A canção exemplifica bem essa nova geração que há dentro do partido. Novas ideologias dentro de uma nova era. Por incrível que pareça o conhecimento e talvez a boa conduta pelo visto é o primor dessa new generation. Isso o tempo nos dirá, mas acontece que os desejos continuam os mesmos. Eles são mais conservadores, mas nem tanto.


E para começar a falar do líder político da sigla, o Lula, como todos já sabem o ex-presidente é um oportunista, populista barato. Todos os adjetivos terminados com ISTA entre eles sindicalista. Na real, o ex-presidente é contra as rotinas pragmáticas do país. No caso do PT, o partido está altamente convergente para uma posição que rege quanto Lula é o que é hoje. Com isso, provoca o desequilíbrio estrutural da sociedade.  Não existe mais projeto político. Acabou de vez o debate interno com os afiliados. Alguns fingem e diz que a coisa não é bem assim.

A sigla perdeu ao longo dos anos as práticas das prévias internas que eram programáticas a escolha de um candidato. Portanto, era um momento pelo qual o partido diferenciava dos outros. Atualmente o PT está se descaracterizando, pois está se aproximando de um modelo que é mais do PMDB e do PSDB. O fato em si é ruim para o processo democrático brasileiro. O exemplo clássico disso é a Prefeitura de São Paulo, que impõe e diz não é Martha, mas sim, o ministro da Educação, Fernando Haddad.

Independentemente do modo que se escolhe, a ideia de prévia é uma ideia que se impõe, na minha opinião, quando há projetos alternativos reais. No entanto, há um empobrecimento das perspectivas partidárias. Isso significa dizer que sem a prévia é um resultado quase que inócuo. Atualmente não há alternativas que regem os dois grandes partidos – PT e PSDB. Os dois partidos estão altamente parecidos.

A liderança do PSDB, o Geraldo Alckim quer fazer o mesmo movimento do Lula, que é afastar os páreos mais próximos de geração e ungir alguém de fora do grupo para o futuro. Assim se faz a atual candidatura do maior colégio eleitoral do país. É uma questão de ajeitar a casa para daqui uns anos. Isso em si é um ponto crucial, pois os agentes políticos estão, de certo modo, afastando a máquina burocrática do projeto deles. É o jogo político de se governar hoje em dia.

Em boas palavras, o processo democrático está falido, pois não há projeto. É preciso urgente fazer um novo processo democrático para o país. Os partidos precisam se reestruturar, ou seja, sem o debate não se pode recuperar esse imbróglio. A sociedade está acomodada e precisa de forças para empurrar o Brasil. Se não ficará para sempre esse joguinho dos partidos, dos apadrinhamentos. E viva a emenda parlamentar. A próxima empreiteira beneficiada poderá ser a sua. Viva!

Afinal, para quê servem as prévias?  Eu quero lá saber de prévia do PT, afinal eles pensam tudo igual. Não estão disputando nada, eles estão se arrumando, para tocar inicialmente o processo político. A geração do Lula, do FHC, isso se foi com os tempos. A conversa agora é outra, ou seja, aquele bate papo político dos antigos se foi ao encontro do benefício próprio. As pessoas estão cada vez mais individualistas. Por ora, na política a coisa não anda muito diferente.

E para reafirmar a minha teoria de que o povo anda com a libido atacada recentemente, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi – disse um eu te amo para a presidente. Aquilo de lá me deixou a pensar e a devagar comigo mesmo o que seria o significado do amor. É muitos desejos. É a cobiça que está em jogo, neste caso, o dinheiro público. Isso é sacanagem. É falta de sacarose. Rarará. Caros leitores, o Lula nunca foi do PT e nunca será. Cuidado com o ostracismo. Be happy!

*Thiago Itacaramby é jornalista, metido ambientalista, humanista e editor do site Repórter MT. Siga no twitter é @bichopriguica

>>> Siga a gente no Twitter e fique bem informado

Comente esta notícia