facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 18 de Julho de 2024
18 de Julho de 2024

28 de Setembro de 2017, 08h:38 - A | A

GERAL / AVANÇO

Várzea Grande é autorizada a retomar obras de casas populares

DA REDAÇÃO



Várzea Grande vai retomar obras de 2,4 mil casas de sete residenciais com investimentos superiores a R$ 200 milhões. A informação foi dada a prefeita Lucimar Sacre de Campos pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo e pelo deputado federal Nilson Leitão (PSDB) após uma audiência em Brasília.

 

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A outra boa notícia é que essas casas serão voltadas prioritariamente para atender a famílias de baixa renda ou em vulnerabilidade social. Os residenciais que irão retomar as obras são o Colina Douradas I e II e o Santa Barbara I, II, III, IV e V.

“É uma excelente notícia tanto para a cidade como para milhares de pessoas que passarão a ter a dignidade de um lar”, comemorou a prefeita Lucimar Sacre de Campos enaltecendo o empenho e dedicação do deputado federal Nilson Leitão e do ministro das Cidades, Bruno Araújo que em maio passado esteve em Várzea Grande inaugurando o Residencial São Benedito com 1.281 casas.

Várzea Grande tinha em 2015, quando a prefeita Lucimar Sacre de Campos assumiu o mandato, próximo de 5 mil casas com obras iniciadas, mas não concluídas, sendo que neste ano as primeiras residências já foram entregues a população.

O secretário de Assuntos Estratégicos, Jayme Veríssimo de Campos sinalizou que pleitos foram feitos ao ministro das Cidades, Bruno Araújo que também é deputado federal e esteve em Várzea Grande entregando um dos maiores residenciais construídos nos últimos anos no Brasil.

“O ministro demonstrou seu entusiasmo em maio passado quando da inauguração do Residencial São Benedito com 1.281 casas e isto está motivando a todos na busca da mesma solução para outros residenciais que atendam a demanda reprimida por novas casas em nossa cidade e porque não dizer em todo Mato Grosso e no Brasil”, disse Jayme Campos.

Tanto a prefeita Lucimar Campos quanto o secretário Jayme Campos frisaram a importância da retomada dessas obras por as mesmas gerarem entre 3,5 mil até 5 mil empregos diretos e indiretos além de aquecer a economia local, principalmente o comércio e a indústria com as obras de engenharia civil.

O setor da construção civil emprega mais de 13 milhões de trabalhadores em todo o Brasil e isto movimenta a economia nacional, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.

O deputado federal Nilson Leitão, lembrou que tem buscado soluções para questões de moradia popular em diversos municípios de Mato Grosso, ressaltando, no entanto, que por Várzea Grande ter um melhor encaminhamento e acelerar a tomada de decisão tem conseguido com mais facilidade a liberação de recursos como os R$ 200 milhões previstos para as obras destes residenciais.

 

“É gratificante ver que Várzea Grande tem conseguido, após anos de dificuldade e crise solucionar seus problemas e isto nos anima enquanto representantes populares. Recentemente estive na inauguração da UTI Adulta, do Centro Cirúrgico com três salas e da Rede Cegonha com três salas de parto e 12 enfermarias no Pronto Socorro de Várzea Grande que recebeu recursos municipais, estaduais e federais, então a parceria tem surtido efeito positivo para cidade e para sua gente”, explicou Nilson Leitão.

Comente esta notícia