Cuiabá, 05 de Dezembro de 2022
logo

11 de Dezembro de 2016, 15h:07 - A | A

GERAL / SOFREU AVC

Reitora da UFMT passa por neurocirurgia e está em coma induzido

Myrian Serra está internada desde a noite deste sábado (10) na UTI do Hospital Santa Rosa.

DA REDAÇÃO



A assessoria de imprensa da Universidade Federal de Mato Grosso (UFM) informou que a reitora Myrian Serra, internada no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá, desde a noite deste sábado (10), após sofrer Acidente Vascular Cerebral (AVC), passou por uma neurocirurgia. Ela continua em coma induzido, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O estado de saúde dela é grave, mas estável.

Na neurocirurgia a equipe médica responsável implantou um cateter para monitorar a pressão intracraniana e drenar o líquido hemorrágico, o aneurisma cerebral foi embolizado.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

A reitora está sob os cuidados da equipe do neurocirurgião Giovani Mendes e deve permanecer em coma induzido nos próximos dias.

Myrian Serra passou mal durante apresentação no Teatro da UFMT. Ela foi socorrida por médicos, que estavam na platéia, até a chegada do Samu.

Ela assumiu a gestão da instituição de ensino, no dia 14 de outubro, pelos próximos quatro anos, no lugar de Maria Lucia Cavalli Neder. 

A reitora, iniciou sua carreira dentro da própria UFMT, onde se formou em Nutrição. Tem mestrado e doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Faz parte do quadro de professores da UFMT desde 1988. Foi pró-reitora de Ensino de Graduação e Coordenadora da Regional Centro-Oeste do Fórum de Pró-reitores de Graduação das Universidades Brasileiras (Forgrad) no período de 2008 a 2012. Foi pró-reitora de Assistência Estudantil e coordenadora nacional do Fórum de Pró-reitores de Assuntos Estudantis (Fonaprace) na gestão 2014-2015.

Confira a nota emitida pela assessoria da UFMT

A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa. O quadro de saúde é considerado grave, porém estável.

Na madrugada deste domingo (11), Myrian foi submetida a um procedimento neurocirúrgico para a implantação de um cateter para monitorar a pressão intracraniana, temperatura cerebral e drenagem do líquor hemorrágico e, posteriormente, o aneurisma cerebral foi embolizado.

A reitora está sob os cuidados da equipe do neurocirurgião, Giovani Mendes, e permanecerá em coma induzido nos próximos dias.

A professora Myrian Serra passou mal ontem à noite no Teatro Universitário. Após os primeiros socorros recebidos de médicos presentes no local e das equipes do 

Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), foi levada para o Hospital Santa Rosa. 

Leia mais

Reitora da UFMT sofre AVC hemorrágico e respira por aparelhos na UTI

 

Comente esta notícia