Cuiabá, 12 de Agosto de 2022
logo

30 de Junho de 2022, 09h:17 - A | A

GERAL / VEJA VÍDEOS

Prefeitura recolhe mercadorias de ambulantes no centro e gera revolta

Ação não partiu do secretário de Ordem Pública, que determinou apuração do caso

APARECIDO CARMO
DO REPÓRTER MT



Uma operação realizada por agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública recolheu a mercadoria de vendedores ambulantes na região central de Cuiabá, na tarde dessa quarta-feira (29), e gerou uma grande confusão no local.
Imagens que circulam nas redes sociais mostram o momento em que os servidores, acompanhados de policiais militares, apreendem os produtos comercializados em calçadas do centro histórico da Capital.


A movimentação causou curiosidade e indignação em quem passava pelo local. Na sequência de vídeos, divulgada pelo perfil Perrengue Mato Grosso, é possível ouvir populares revoltados: “Deixa o povo trabalhar”; “Olha o prefeito trabalhando”, gritaram.
De acordo com informações da Polícia Militar, os policiais foram acionados pelos agentes municipais e apenas prestaram apoio à ação.
Em nota oficial divulgada sobre o ocorrido, o secretário de Ordem Pública de Cuiabá, Leovaldo Sales, informou que não determinou a realização de nenhuma operação de desobstrução das calçadas da região central e que determinou uma apuração interna imediata para responsabilizar os responsáveis.
Conforme o código Sanitário e de Postura do município de Cuiabá, não é permitido expor ou depositar em espaços públicos qualquer tipo de mercadoria, placas, faixas e similares, sob pena de apreensão e pagamento dos custos de remoção.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Veja a nota do secretário de Ordem Pública na íntegra:
Nota à Imprensa
O secretário de Ordem Pública de Cuiabá, Leovaldo Sales, esclarece que não determinou a realização de nenhuma operação de desobstrução das calçadas na região Central da Capital, nesta quarta-feira (29), que resultou em apreensões de mercadorias de vendedores ambulantes.
Diante da situação, o secretário determinou uma apuração interna imediata para adotar as medidas administrativas cabíveis aos responsáveis.

Comente esta notícia

Dom-mt 30/06/2022

Pessoal, é lamentável, tem q ser observado em todos os aspectos... os empresários que pagam aluguel, impostos X os ambulantes... outra coisa os "policiais" apenas cumprem determinações, a responsabilidade não é deles, essa bronca é com a prefeitura da cidade ok, vamos pontuar corretamente as coisas.

1 comentários

1 de 1