facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 13 de Junho de 2024
13 de Junho de 2024

01 de Novembro de 2022, 07h:36 - A | A

GERAL / VEJA VÍDEOS

Mato-grossenses iniciam atos de protesto em várias cidades contra eleição de Lula

A situação foi registrada na noite de segunda-feira (31), em cidades como Cuiabá e Sinop.

DAFFINY DELGADO
DO REPÓRTER MT



Centenas de pessoas em várias cidades de Mato Grosso, apoiadoras do presidente Jair Bolsonaro (PL), realizaram, na noite de segunda-feira (31), "buzinaços" e shows de luzes, em manifestação contra o resultado das eleições, que elegeram Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como presidente do Brasil.

As manifestações começaram na noite de domingo (30), logo após o anúncio do resultado da votação. Diversos trechos de rodovias no estado estão totalmente bloqueados. Os protestos acontecem em mais de 18 estados do país.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Vídeos que estão sendo compartilhados nas redes sociais mostram centenas de pessoas nas ruas, em Cuiabá e Sinop, mesmo sob chuva e frio.

Em Cuiabá, a manifestação aconteceu em frente à 13ª Brigada do Exército Brasileiro, na Avenida do CPA.

Já em Sinop, o ato aconteceu na praça principal da cidade.

“Sinop, Mato Grosso, Capital do Nortão, está com você Bolsonaro. Estamos esperando, capitão, tua ordem. Sinop está contigo”, diz um dos manifestantes de um trio elétrico.

“Tenha coragem de fazer o que for necessário, porque o povo brasileiro está com você, capitão. Deus, Pátria, Família e liberdade para nossa nação. O Brasil é nosso. Nós somos a nação”, emenda.

Caminhoneiros continuam bloqueando pelo menos 15 trechos de rodovias federais em Mato Grosso.

Veja os trechos bloqueados:

Na BR-158, os manifestantes estão promovendo bloqueios em dois trechos.

km 565 - No trevo do Martinão em Água Boa

km 141 - Saída para Vila Rica, na cidade de Confresa

Na BR-163, foram constatados 10 pontos de bloqueios.

km 120 - Posto Trevão em Rondonópolis

km 594 - Em Nova Mutum

km 691 - Em Lucas do Rio Verde

Km 746 e 713 - Em Sorriso

km 835 - Em Sinop

km 937 - Em Itaúba

km 984 - Em Terra Nova do Norte

km 1032 - Em Peixoto de Azevedo

km 1068 - Em Guarantã do Norte

Na BR-174, dois trechos foram interditados pelos manifestantes.

km 125 - Em Mirassol D'oeste

km 288 - Em Pontes e Lacerda

Na BR-364, são cinco interdições.

km 1125 - Em Sapezal

km 395 - Em Cuiabá

km 1176 - Em Campos de Júlio

km 05 - Em Alto Araguaia

km 55 - Em Alto Garças

E na BR-070, são quatro pontos bloqueados.

km 383 e 376 - Em Campo Verde

km 524 - No trevo do Lagarto em Várzea Grande

km 274 - Em Primavera do Leste

Comente esta notícia

muito louco 01/11/2022

Para alguns foi um acontecimento inaceitável, portanto deve ser contestado, porém o voto é individual e a escolha também, ganhou quem já fez mais coisa pelos pobres neste Pais, o outro até a presente data nunca teve projeto para a nação a não ser se perpetuar no poder, ameaçando instituições e agredindo com ofensas ministros de cortes diversas, eu gostaria que essa paralisação ocorresse, quando se deixou de comprar vacinas em tempo hábil e levou a morte 700.000 (setecentos mil brasileiros) cujos familiares ficaram sem pais, irmão, avós, tios,primos, amigos e até hoje ainda não se recuperaram, nenhum caminhoneiro incentivou os colegas paara fazer uma paralização, agora por que o tal mito foi pro espaço, não se conformam, é muito tarde para reclamar, o leite já foi derramado.

positivo
0
negativo
0

NESTOR MAYER 01/11/2022

Todos baderneiros. Tem que descer o cassete neles. Desrespeitar o resultado de uma eleição democrática é crime e deve ser punido como tal.

positivo
0
negativo
0

2 comentários

1 de 1