facebook-icon-color.png instagram-icon-color.png twitter-icon-color.png youtube-icon-color.png tiktok-icon-color.png
Cuiabá, 23 de Junho de 2024
23 de Junho de 2024

01 de Novembro de 2022, 11h:36 - A | A

GERAL / TENSÃO

Governadores de 6 estados mandam PM usar a força para desobstruir rodovias

Manifestantes contrários ao resultado das eleições fazem centenas de interdições ilegais em vias de todo o país.

G1



Os governadores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná determinaram que a PM atue para liberar as rodovias no país, bloqueadas por manifestantes bolsonaristas que protestam contra o resultado das eleições de domingo (30).

Já o governo de Pernambuco afirmou que vem atuando desde ontem em apoio à Policía Rodoviária Federal (PRF) e que as operativas da Polícia Militar estão sendo empregadas nesses trabalhos de garantia do fluxo em rodovias federais.

>>> Clique aqui e receba notícias de MT na palma da sua mão

Nesta terça-feira (1º), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), reiterou que as polícias militares dos estados são capazes de desobstruir rodovias federais bloqueadas e identificar, multar e prender os responsáveis.

Normalmente isso cabe a PRF, mas o STF determinou que a PM possui "plenas atribuições constitucionais e legais para atuar" na questão.

Um balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) desta manhã indicava 271 pontos com vias federais obstruídas. Segundo o g1 apurou, por volta de 11h40 havia mais de 440 bloqueios, somando rodovias federais e estaduais, em 24 estados e no Distrito Federal.

Em alguns locais, a PM chegou a usar bomba de gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes, como ocorreu em Novo Hamburgo, na região metropolitana de Porto Alegre. Leia mais em G1

Comente esta notícia